Meteorologia

  • 21 JULHO 2019
Tempo
26º
MIN 22º MÁX 31º

Edição

Nuno Melo vai ter Cristas ao lado em campanha de proximidade do CDS

O candidato do CDS-PP às europeias, Nuno Melo, vai ter a seu lado, quase todos os dias, a líder, Assunção Cristas, durante o período oficial de campanha em que aposta na proximidade aos eleitores.

Nuno Melo vai ter Cristas ao lado em campanha de proximidade do CDS

De Braga a Faro, de Bragança a Évora, o CDS-PP quer apostar numa campanha de proximidade e fará pelo menos três comícios -- o jantar-comício de sexta-feira em Famalicão, com que a "volta" arrancou, um segundo em Cascais e o terceiro, de encerramento, em 24 de maio, em Aveiro.

Um dia típico de campanha eleitoral terá entre três a cinco ações, com as tradicionais visitas a feiras e empresas, um almoço com militantes e simpatizantes, terminando, por regra, com um jantar.

Fonte do CDS-PP afirmou à agência Lusa que Assunção Cristas, "à partida", estará diariamente na estrada com a caravana de Nuno Melo, nalguns dias em mais do que uma ação de campanha.

O secretário-geral do CDS-PP, Pedro Morais Soares, disse à Lusa que a "volta" foi organizada de forma a que o candidato aborde, diariamente, um dos temas escolhido para a campanha até 24 de maio -- ambiente e sustentabilidade, o mar como desígnio nacional, agricultura e desenvolvimento rural, a defesa da regra da unanimidade em matéria fiscal e política externa e a oposição aos impostos europeus.

Os fundos estruturais, a sua utilização por Portugal e o eventual corte no futuro, que tem servido para Nuno Melo criticar o Governo e o cabeça de lista do PS, Pedro Marques, ex-ministro com essa pasta, é também considerado um tema central na campanha, segundo fontes do CDS-PP ouvidas pela Lusa.

Numas eleições em que o CDS-PP volta a concorrer sozinho, depois da aliança com o PSD, em 2014, altura em que ambos os partidos estavam no Governo, há vários meses que Nuno Melo pôs uma meta eleitoral.

O eurodeputado tem uma "expectativa alta" para dia 26 de maio, como disse o candidato à Lusa em fevereiro, antes da convenção europeia do partido, altura em que considerou que "um bom resultado" será, "no mínimo", eleger dois eurodeputados, como em 2009, quando encabeçou, pela primeira vez, as listas centristas.

Na 'volta', e depois de já ter visitado os Açores e a Madeira na pré-campanha, os candidatos centristas vão passar a maior parte do tempo no norte e no centro do pais, fazendo também incursões, mais breves, ao Algarve e ao Alentejo.

A comitiva também terá um dia dedicado à área metropolitana de Lisboa, cidade onde Assunção Cristas é vereadora, eleita numas eleições em que o CDS-PP teve mais votos do que o PSD.

No domingo, Nuno Melo começa o dia em Bragança, numa feira em Podence, tem um almoço, em que estará Assunção Cristas, em Meda, Guarda, e visita, à tarde, uma estação de tratamento de águas.

Na segunda-feira, mantém a tradição de ir a uma feira, no caso, em Ponte de Lima, vai à praia de Viana do Castelo, onde abordará os problemas ligados ao mar, passa por outra praia, a de Vagos, Aveiro, e termina o dia com um jantar em Coimbra.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório