Meteorologia

  • 20 JUNHO 2019
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 16º

Edição

"É falso". "Não, não contratei a minha mulher", explica-se Medina

Ainda sobre as relações familiares no seio do Governo socialista, liderado por António Costa, esta terça-feira foi a vez de o autarca Fernando Medina vir a público explicar-se, prometendo avançar com uma queixa contra os jornais Sol e i.

"É falso". "Não, não contratei a minha mulher", explica-se Medina

Em resposta às notícias publicadas pelo semanário Sol e jornal i, que avançaram que Fernando Medina nomeou a mulher, em 2009, quando era secretário de Estado Adjunto da Indústria e do Desenvolvimento no governo socialista de José Sócrates, o autarca de Lisboa garante que tal não corresponde à verdade. "A 'notícia' é falsa", afirma num post publicado ao início da tarde desta terça-feira na sua página no Facebook.

Medina assegura que "os factos são públicos e estão documentados" e, passando a elencá-los, refere: em "26 de novembro de 2009, há quase dez anos, nomeei para o meu gabinete Stephanie Silva, advogada especialista em matéria de concorrência numa reputada sociedade de advogados, não tendo com a mesma qualquer relação ou conhecimento pessoal prévio".

Acontece que, prossegue o autarca, quase dois anos passados, a "31 de janeiro de 2011", quiseram assumir "uma relação pessoal". Por esse motivo, conta, "Stephanie Silva pediu a exoneração" e "regressou ao seu lugar de origem, na mesmíssima sociedade de advogados que integrava antes de ter sido nomeada".

Mais tarde, "em 17 de junho de 2012",  já Fernando Medina "não desempenhava funções governativas" e Stephanie Silva prosseguia a sua "atividade de advogada no mesmo escritório privado", decidiram dar o nó: "Casámos".

"É pois manifestamente falsa a 'notícia' do [jornal] i (que desenvolve a da última edição do Sol), como é também ofensiva do bom nome dos visados a manipulação dos factos e das datas", acusa o autarca, reforçando: "Não só não 'contratei a minha mulher', como em nenhum momento tive qualquer interferência no desenvolvimento da sua carreira profissional que fez sempre, exclusivamente, por sua iniciativa e méritos".

Garante ainda Medina que em "nenhum momento" os jornais acima mencionados procuraram contactar "qualquer dos visados" para esclarecer alguma questão. Por esse motivo, o autarca avançará com uma "queixa à ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social), à Carteira de Jornalista", bem como intentará "ação cível contra o jornal".

[Notícia aualizada às 14h34]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório