Meteorologia

  • 19 MAIO 2019
Tempo
13º
MIN 11º MÁX 16º

Edição

PSD/Vila Real acusa Governo de "acentuar desigualdades" no país

O presidente da Comissão Política Distrital do PSD de Vila Real acusou hoje o Governo de "acentuar as desigualdades" existentes entre o Interior e o Litoral com o Programa de Apoio à Redução Tarifária nos Transportes Públicos (PART).

PSD/Vila Real acusa Governo de "acentuar desigualdades" no país
Notícias ao Minuto

13:01 - 01/04/19 por Lusa

Política Mobilidade

"Este programa é uma medida eleitoralista que vem acentuar ainda mais as desigualdades existentes entre o Interior e o Litoral (...). Apenas beneficia os grandes centros, áreas metropolitanas do Porto e de Lisboa, deixando à margem os territórios do Interior e concretamente o distrito de Vila Real", afirmou Fernando Queiroga, em comunicado.

O social-democrata, que é também presidente da Câmara de Boticas, considerou que "é absurda a forma como o Governo desvaloriza estes territórios, colocando-os sempre em segundo plano no que concerne a investimentos e coesão territorial".

"Se nos grandes centros os descontos podem ir aos 50 euros, no distrito apenas são de 0,15 euros", especificou.

A tomada de posição de Fernando Queiroga surge após serem conhecidas as verbas atribuídas à Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIM-AT), que engloba os concelhos de Boticas, Chaves, Montalegre, Ribeira de Pena, Valpaços e Vila Pouca de Aguiar, e à Comunidade Intermunicipal do Douro (CIM Douro), que abrange 19 municípios dos distritos de Bragança, Guarda, Vila Real e Viseu.

Em causa estão verbas de 203 mil euros para a CIM-AT e de 490 mil euros para a CIM Douro, montantes que Fernando Queiroga considera serem "um absurdo visto que estes territórios não têm sequer uma rede de transportes públicos capaz de fazer face às necessidades das populações".

"Isto é mais uma prova de que o Governo continua a não estar minimamente interessado em resolver os problemas do Interior e pensa apenas em anunciar medidas que aplicadas não têm efeito nenhum", acrescentou.

Com estes montantes, a sugestão do presidente da distrital do PSD "seria de devolver o cheque, porque o Interior não pode estar sempre a ser discriminado".

A CIM-AT decidiu aplicar um desconto entre os 12 e os 16 euros nos passes escolares, uma medida que abrangerá os estudantes até frequentem o ensino até ao 12.º ano e deverá entrar em vigor em maio.

A CIM Douro vai introduzir, em princípio ainda este mês, um desconto de 15% em todos os passes, normais ou escolares, enquanto o transporte para pessoas com mais de 65 anos vai ser gratuito.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório