Meteorologia

  • 23 MARçO 2019
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 16º

Edição

"Poupar é crime? Para o ministro das Finanças parece que sim"

O deputado social-democrata Duarte Pacheco mostra-se indignado com a medida e lamenta a dualidade de critérios.

"Poupar é crime? Para o ministro das Finanças parece que sim"
Notícias ao Minuto

18:17 - 18/02/19 por Patrícia Martins Carvalho 

Política Duarte Pacheco

O Presidente da República promulgou, no último dia 5, o diploma da Assembleia da República que determina a comunicação obrigatória à Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) de informações relativas a contas bancárias com um saldo superior a 50 mil euros.

Nesta senda, o deputado Duarte Pacheco mostra-se indignado com tal decisão, questionando na sua página de Facebook “se poupar é crime”.

O social-democrata não só lança a questão como ele próprio apresenta a resposta: “Para o ministro das Finanças parece que sim e então os bancos têm de reportar à Autoridade Tributária todas as pessoas que tenham contas com depósitos iguais ou superiores a 50 mil euros, mesmo que sobre elas não recaíam qualquer suspeitas e aquele valor resulte da poupança de uma vida”.

Para o deputado esta situação é “uma vergonha” que se torna ainda mais gravosa “quando se quer saber quem deu os calotes à Caixa Geral de Depósitos e aos outros bancos”, pois, escreve, neste caso o “PS diz que é necessário respeitar o sigilo bancário”.

“Dupla vergonha”, remata.

Recorde-se que o diploma em causa foi aprovado na Assembleia da República com os votos contra da bancada do PSD e com a abstenção do CDS-PP.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório