Meteorologia

  • 11 DEZEMBRO 2018
Tempo
13º
MIN 11º MÁX 15º

Edição

"Serviremos melhor o país se nos preocuparmos primeiro com o resgate"

O Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, diz que ainda não é hora de “atribuir responsabilidades” sobre a derrocada em Borba que fez várias vítimas mortais esta segunda-feira.

"Serviremos melhor o país se nos preocuparmos primeiro com o resgate"
Notícias ao Minuto

18:44 - 20/11/18 por Natacha Nunes Costa 

Política Pedro Marques

O Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, disse aos jornalistas, à margem da cerimónia de assinatura do contrato da empreitada para a construção do troço final da A25 de ligação entre Vilar Formoso e a fronteira com Espanha, onde marcou presença esta terça-feira, que ainda não é o momento para encontrar culpados da derrocada em Borba, mas sim de fazer o resgate das vítimas e apoiar as famílias afetadas pela tragédia.

Neste momento serviremos melhor o país se nos preocuparmos com o resgate e, só depois, obviamente, com todas as lições e ilações que se poderão retirar daqui”, começou por dizer o governante acrescentando que “nestas situações passa-se demasiado tempo à procura de culpados de situações no próprio dia”.

Além das palavras de solidariedade com os meios de socorro no terreno e com as famílias das vítimas, o governante fez questão de relembrar que o Executivo transferiu esta infraestrutura para responsabilidade do município “com uma alternativa segura” como opção, que é a variante em funcionamento entre Borba e Vila Viçosa e admite que “a via na altura poderia ter encerrado e essa questão coloca-se sempre”, mas vincando que o Governo “faz a sua parte”.

Fazemos a nossa parte nas estradas da nossa responsabilidade e, naturalmente, são disponibilizados os recursos relativos à lei das finanças locais aos municípios que depois fazem os investimentos que têm como adequados nas infraestruturas das suas responsabilidades”, reforçou.

Pedro Marques frisou ainda que “as estradas que são da responsabilidade do Governo têm planos muito rigorosos de monitorização e são alvo de investimentos de forma a manter a segurança”.

Recorde-se que, esta segunda-feira, uma derrocada numa pedreira em Borba fez várias vítimas mortais. Prevê-se que os resgates sejam morosos devido à condições do terreno e meteorológicas adversas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório