Meteorologia

  • 15 NOVEMBRO 2018
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 13º

Edição

"Há um conjunto de ações sistemáticas visando a direção do PSD"

O vice-presidente do PSD admite "que há uma irregularidade" no caso das presenças do deputado José Silvano no Parlamento. Porém, defende que houve igualmente uma "interpretação abusiva dos factos".

"Há um conjunto de ações sistemáticas visando a direção do PSD"
Notícias ao Minuto

18:22 - 09/11/18 por Pedro Filipe Pina 

Política David Justino

O caso em torno das presenças do deputado José Silvano no Parlamento, assinadas por outra pessoa, contou com volte-face esta sexta-feira.

O Expresso reportava hoje que já tinha descoberto, através do visionamento de imagens do Canal Parlamento, quem era a deputada que assinara as presenças por José Silvano. Confrontada com os factos, a deputada em causa, Emília Cerqueira, admitiu ao Diário de Notícias a questão e agendou uma conferência de imprensa.

Na conferência de imprensa desta tarde, a deputada argumentou que a partilha de passwords "é comum" entre deputados, queixou-se da dimensão que o caso ganhou, e apontou 'baterias' para o interior do partido (mais sobre isto aqui). 

No estúdio da SIC, David Justino, vice-presidente do PSD, reagiu à conferência de imprensa de Emília Cerqueira. O antigo ministro da Educação do Executivo de Durão Barroso aproveitou para explicar que ele próprio tem "duas passwords que são partilhadas com investigadores que trabalham" com ele.

Já sobre a polémica, diz David Justino que "aquilo que se fez foi explorar um caso pessoal e agora coloca-se o problema de saber se há outros casos. Um trabalho minimamente sério devia fazer ao contrário". Ainda assim, deixou o alerta: “Não é nada recomendável esta generalização deste tipo de situações até porque gera uma grande confusão, em especial junto da opinião pública”.

O print-screen que foi feito é da área reservada dos deputados, portanto alguém forneceu essa informação“As pessoas são livres de partilharem ou não partilharem a informação que detêm. E quando o fazem através de mecanismos de confiança, acho isso uma coisa perfeitamente normal”, defendeu ainda.

Sobre o tema, o social-democrata realçou que não estava a apontar críticas ao jornalismo, aproveitando para recentrar a questão da origem do ‘mensageiro’, ou seja, de quem poderá ter passado informações. Aquela "é uma área reservada de acesso a informação e o print-screen que foi feito é da área reservada dos deputados, portanto alguém forneceu essa informação", afirmou, sem especificar se seria alguém da bancada parlamentar social-democrata ou não a partilhar informações.

Ao invés, David Justino levantou outras questões: "Porquê o deputado José Silvano e porquê nesta altura? Nomeadamente depois de ter existido uma espécie de 'quid pro quo' relativamente um direito de resposta no jornal Expresso".

“Se fizer uma análise, dir-lhe-ei nos últimos três, quatro meses, das peças que têm sido produzidas em alguns jornais sobre Rui Rio e o deputado José Silvano, perceberá que há aqui alguma sistematicidade. Isto não é um caso isolado. É uma sequência de casos. Todas as semanas aparece um caso diferente sobre o qual se faz um alarido enorme”.

Há um conjunto de ações sistemáticas visando o ataque direto à direção do PSDQuestionado pela jornalista da SIC sobre se tal é culpa dos jornalistas, David Justino argumentou que não procura “culpas” mas sim conclusões. “E as conclusões que retiro é que há um conjunto de ações sistemáticas visando o ataque direto à direção do PSD”, algo que surge, argumenta, num contexto em que “não há coincidências”.

Sobre se há fundamento ou não para as críticas, David Justino argumenta que “um ataque inteligente não se faz sem fundamento”. “O erro”, argumenta, “é que há uma interpretação abusiva de um facto”.

Não estou a negar que há uma irregularidade, não vale a pena estarmos a fugir a isso. O que digo é que as leituras e os atos de responsabilização que têm sido feitos vão muito para além daquilo que são os factos que estão objetivamente identificados”, apontou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório