Meteorologia

  • 21 SETEMBRO 2018
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 19º

Edição

Mau Tempo: 112 ocorrências em 15 horas no distrito do Porto

O distrito do Porto registou nas primeiras 15 horas de hoje 112 situações relacionadas com "meteorologia adversa", disse fonte da Proteção Civil, referindo que esta foi a zona do norte do país com mais alertas associados ao mau tempo.

Mau Tempo: 112 ocorrências em 15 horas no distrito do Porto
Notícias ao Minuto

16:26 - 14/03/18 por Lusa

País Proteção Civil

De um total de 563 ocorrências em Portugal, nas primeiras 15 horas de hoje, a Autoridade Nacional de Proteção Civil referiu que a Norte do país foi o distrito do Porto que registou o maior número, 112, sendo a maioria (59) inundações, mas também quedas de estruturas (27) e quedas de árvores (22).

Seguiram-se, em número de ocorrências no mesmo período e pelas mesmas razões, os distritos de Aveiro (34 ocorrências), Viana do Castelo (24), Braga (20) e Bragança (nove).

Entre os registos do Comando Distrital de Operação de Socorros (CDOS) do Porto conta-se a queda de uma estrutura nas instalações da Porto Editora na Maia, que provocou três feridos ligeiros.

Os 150 trabalhadores da Porto Editora na Maia foram para casa após o que fonte da empresa disse ter sido um "fenómeno climatérico extremo", só retomando a atividade quando estiveram asseguradas condições de segurança.

Provocou ainda uma inundação na Escola Básica Adriano Correia de Oliveira, na rua 05 de outubro, em Avintes, Vila Nova de Gaia, na sequência de "uma fissura no teto de uma sala de aula".

No extremo norte da cidade do Porto, mais concretamente na Estrada da Circunvalação, ocorreu a queda parcial da cobertura de um posto de abastecimento de combustível da Repsol, havendo a registar apenas danos materiais.

Ainda mais a norte, em Belinho, Esposende, no distrito de Braga, uma estufa derrubada foi derrubada por vento "muito forte", provocando um ferido, e habitações destelhadas, disse fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Braga.

Já no distrito de Viana do Castelo, o mau tempo que se fez sentir hoje no distrito de Viana do Castelo, entre as 09:50 e as 11:30, provocou ocorrências relacionadas sobretudo com queda de árvores e destruição de cabos elétricos, informou a proteção civil.

Na área da Polícia Marítima, desde Caminha até à Figueira da Foz "não há nenhum relato de ocorrências graves", disse à Lusa Rodrigues Campos, comandante do Porto do Douro e responsável em receber informações dos vários portos marítimos no Norte e parte do Centro.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) previa para hoje no continente céu geralmente muito nublado, períodos de chuva, por vezes forte, passando gradualmente a regime de aguaceiros a partir da tarde, e que poderão ser por vezes fortes, de granizo e acompanhados de trovoada.

Está também prevista queda de neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela, descendo gradualmente a cota para 1000/1200 metros.

A previsão aponta ainda para vento moderado a forte do quadrante sul, soprando temporariamente com rajadas até 90 quilómetros por hora, em especial no litoral, e sendo forte nas terras altas, com rajadas até 110 quilómetros por hora, rodando para o quadrante oeste a partir da tarde e pequena descida da temperatura máxima.

As temperaturas mínimas vão variar entre os 04 graus (na Guarda) e os 12 (em faro, Santarém e Lisboa) e as máximas entre os 10 graus Celsius (na Guarda) e os 17 (em Faro e Santarém).

Por causa da agitação marítima, o IPMA colocou hoje toda a costa portuguesa sob aviso amarelo até sexta-feira.

O IPMA prevê ondas de oeste com 04 a 05 metros, passando gradualmente a ondas de noroeste.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório