Meteorologia

  • 21 MAIO 2024
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 20º

Federação pede mobilização urgente de dadores para evitar falta de sangue

A Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue (FEPODABES) alertou hoje para a necessidade de mobilização urgente dos dadores com vista a evitar a falta de sangue nos hospitais.

Federação pede mobilização urgente de dadores para evitar falta de sangue
Notícias ao Minuto

18:03 - 16/05/24 por Lusa

País Sangue

Em comunicado, o presidente da FEPODABRES, Alberto Mota, refere que é "urgente aumentar a consciencialização para a necessidade" da dádiva de sangue, apelando a todos os cidadãos interessados e jovens dadores, nomeadamente os dos grupos sanguíneos mais carenciados, B-, A+, 0+ e 0-.

Segundo o mesmo responsável, a diminuição de dadores de sangue nas colheitas deve-se ao facto de persistir um "período de gripes, infeções respiratórias e outras doenças", que são fatores relevantes que provocam também uma diminuição da disponibilidade por parte dos dadores benévolos de sangue.

Reconheceu também que ouve "diminuição de sessão de colheitas de sangue por falta de pessoal técnico do Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST).

No apelo, o presidente da FEPODABES precisa que "todos os cidadãos com mais de 18 anos, que tenham mais de 50 quilos de peso e que sejam saudáveis" devem dar sangue. Esse gesto simples - lembrou o mesmo responsável - contribui para "salvar muitas vidas".

A FEPODABES menciona ainda que são necessárias cerca de mil unidades de sangue todos os dias e que o processo de recolha é um procedimento rápido, demorando cerca de 30 minutos, e que pode ajudar a salvar várias pessoas, já que uma única unidade de sangue pode servir para ajudar até três vidas.

A informação sobre os locais oficiais de recolha de sangue está disponível em www.fepodabes.pt e no portal www.dador.pt. Doar sangue salva vidas!

A FEPODABES é uma instituição sem fins lucrativos que tem como objetivo desenvolver uma atividade no âmbito da solidariedade social e humanitária no campo da dádiva benévola do sangue, promovendo a difusão da dádiva junto da população.

Tem ainda como objetivo cooperar com o Estado em tudo o que está relacionado e com a temática da dádiva benévola de sangue, representados os seus filiados junto dos Serviços Públicos nos assuntos comuns e da sua competência específica.

Entretanto, uma nota do IPST indica que estão programadas 422 sessões de colheita para junho e que comparativamente com atividade planeada para este mês de abril realizaram-se menos 16 sessões de colheita do que as previstas, com a consequente redução do número de dadores.

Revela ainda que quanto aos dadores no mês de abril a maior percentagem está compreendida entre os 25 e 44 anos (41,59%).

Dos planos de ação constam várias recomendações, uma das quais no sentido de promover as "melhores estratégias de comunicação e fidelização de dadores para garantir uma taxa de comparência nas sessões de colheita acima dos 90%, otimizando assim a capacidade instalada e os recursos disponibilizados".

"Avaliar novos locais para a realização de sessões de colheita e novas estratégias da dádiva de sangue" e "incentivar e promover ambientes acolhedores para o maior conforto dos dadores" são outras das recomendações.

Leia Também: Prever cancro sete anos antes? Novo estudo aponta caminho

Recomendados para si

;
Campo obrigatório