Meteorologia

  • 13 JULHO 2024
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 25º

IMT aguarda pedido para permitir uso do Funicular dos Guindais no Porto

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) disse hoje à Lusa que aguarda um pedido de autorização e de documentação da empresa que alterou a instalação do Funicular dos Guindais, no Porto, para poder autorizar o seu uso.

IMT aguarda pedido para permitir uso do Funicular dos Guindais no Porto
Notícias ao Minuto

21:14 - 29/03/24 por Lusa

Economia IMT

"No dia 19/03/2024, o IMT foi contactado pela empresa Liftech que efetuou as alterações na instalação. No entanto, o pedido de autorização e respetiva documentação associada ainda não foi enviado por essa entidade", pode ler-se numa resposta do IMT a questões da Lusa.

Segundo o IMT, "assim que o pedido de autorização e respetiva documentação der entrada no IMT a vistoria será marcada com a maior brevidade possível", para o instituto poder "emitir a autorização" de uso do Funicular dos Guindais.

Tendo tomado conhecimento, na última vistoria efetuada ao funicular, que a instalação seria alterada, o IMT afirma que explicou "à entidade exploradora da instalação como fazer o pedido de autorização e o respetivo processo (documentação) que deverá acompanhar o pedido".

Na quinta-feira, fonte da STCP Serviços, que gere o Funicular dos Guindais, afirmou que as obras no equipamento "estão concluídas" e apenas aguardam uma inspeção e autorização prévia do IMT.

"A empreitada está concluída. Aguarda-se a autorização prévia do IMT para a reabertura", pode ler-se numa resposta de fonte oficial da STCP Serviços, gestora do Funicular dos Guindais, à Lusa.

A mesma fonte confirma que "todas as fases da obra estão concluídas", aguardando-se apenas "a inspeção do IMT e a autorização prévia" para reabrir o funicular.

Assim, segundo a resposta do IMT de hoje, falta ainda um passo intermédio, o pedido de autorização e a respetiva documentação.

"O Funicular dos Guindais funciona através de um sistema de comando que permite a deslocação das cabines entre ambas as estações", um sistema "instalado há vários anos e que utilizava componentes eletrónicos (PLC e variador de velocidade) e eletromecânicos (relés) em final de ciclo de vida".

Assim, segundo a STCP Serviços, "foi necessária a substituição total da central de comando por uma de tecnologia atual".

O Funicular dos Guindais está encerrado desde novembro de 2023 para obras de manutenção e tinha data prevista de reabertura marcada para o primeiro trimestre de 2024, que termina no domingo.

Os titulares de cartão Porto. e assinaturas mensais Andante, com zona PRT1, têm à disposição um 'shuttle' de nove lugares, que garante atualmente o transporte entre as estações da Batalha e da Ribeira.

O Funicular dos Guindais é uma das infraestruturas a cargo da STCP Serviços, no seguimento do Contrato Programa realizado com a Câmara Municipal do Porto.

Em 2023, viajaram no funicular mais de 460 mil pessoas, sendo que cerca de 100 mil foram munícipes com cartão Porto. e clientes Andante, segundo a STCP.

Na sua configuração mais recente, o Funicular dos Guindais está aberto ao público desde 2004, mas as suas origens remetem a um veículo inaugurado em 1891, que deixou de circular dois anos depois, na sequência de um acidente.

Leia Também: Funicular dos Guindais no Porto aguarda autorização do IMT para reabrir

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório