Meteorologia

  • 01 DEZEMBRO 2022
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 15º

Fenprof saúda abertura da tutela para negociar, mas sublinha problemas

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) saudou, esta quinta-feira, a abertura do Ministério da Educação para negociar algumas questões, mas disse estar preocupada com problemas mais urgentes como as alterações à mobilidade por doença.

Fenprof saúda abertura da tutela para negociar, mas sublinha problemas
Notícias ao Minuto

18:00 - 04/08/22 por Lusa

País FENPROF

No final de uma reunião com a tutela, Francisco Gonçalves, secretário-geral adjunto da Fenprof, fez um balanço, em parte, positivo do encontro em que a estrutura sindical apresentou ao Ministério da Educação um conjunto de temas que quer levar a negociação.

Segundo Francisco Gonçalves, trata-se de "questões estruturantes da profissão", como a carência de professores, o rejuvenescimento da classe docente, a precariedade, a falta de atratividade da carreira e formação inicial.

"Nessa parte, houve abertura do Ministério da Educação para (...) acolher uns, eventualmente propor outros, e no início do ano letivo olharmos para essas matérias", relatou o dirigente sindical.

"Só quando tivermos a contraproposta do Ministério e o debate sobre essas matérias é que podemos dizer se é ou não satisfatório aquilo que se conseguiu", acrescentou, saudando, ainda assim, a abertura para o diálogo.

Numa nota menos positiva, a Fenprof levou também ao executivo preocupações já anteriormente expressas sobre as recentes alterações ao regime de mobilidade por doença e a redução da mobilidade estatutária.

"O efeito que algumas destas medidas poderão ter na colocação dos professores poderá até ser o contrário àquele que o Ministério está a antecipar. O tempo o dirá, mas estamos com alguma preocupação", afirmou, alertando para um eventual agravamento do problema da falta de professores nas escolas.

Para já, ficaram agendadas novas reuniões a partir de setembro, nos dias 21 e 22, e nos dias 13, 14, 26 e 27 de outubro, para discutir o regime de recrutamento e colocação de professores.

Estão também previstas reuniões sobre a formação inicial dos professores, mas ainda sem datas definidas.

Leia Também: Terrenos da JMJ. "Vai ser uma pressão imobiliária", sublinha Marcelo

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório