Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2020
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Fim do isolamento após 10 dias? "Sou manifestamente contra esta decisão"

Autarca de Ovar critica a norma da Direção-Geral de Saúde que determina que os doentes com Covid-19 que estão assintomáticos, ou com doença ligeira e a melhorar há três dias, possam ser considerados recuperados, sem a necessidade de um teste negativo.

Fim do isolamento após 10 dias? "Sou manifestamente contra esta decisão"

Salvaguardando que o Ministério da Saúde "tem legitimidade para implementar o que bem entender", Salvador Malheiro manifesta-se contra a decisão tomada pela DGS sobre o fim do isolamento de doentes Covid-19 assintomáticos, após dez dias.

"Sou manifestamente contra esta decisão", escreve o autarca numa publicação feita no Facebook. E explica que "não é só pela responsabilidade que coloca nas empresas, libertando a Segurança Social, mas sobretudo pelo risco evidente em matéria de Saúde Pública". Sem esta norma, frisa, "o perigo já era enorme". 

Para "evidenciar" o perigo de que fala, o autarca de Ovar conta o caso de um munícipe com cerca de 60 anos a quem foi diagnosticada Covid-19, e que veio a morrer já depois de ter testado negativo para a doença. 

"Esteve a recuperar, em casa, e no final da semana passada fez o teste para aferir a sua recuperação. No fim de semana recebeu o resultado do teste. Deu Negativo. Foi considerado recuperado pela Saúde Pública. Ontem sentiu-se mal, com dificuldades respiratórias. Foi de urgência para o Hospital de São Sebastião em Santa Maria da Feira onde, infelizmente, veio a falecer", relata o social-democrata. 

Neste sentido, defende, "mais do que normas para aumentar, de forma artificial, os números de pessoas recuperadas", o Governo "tem que atuar".  Salvador Malheiro diz existir  falta capacidade de testagem,  de profissionais para acompanhar e contactar as pessoas infetadas e os seus contactos, assim como de profissionais para realizar os inquéritos epidemiológicos. "Falta coragem para atuar com medidas mais restritivas, em zonas muito concretas e bem identificadas. Os Municípios não podem fazer tudo! As pessoas são pessoas, não são números", remata. 

Portugal contabiliza pelo menos 2.213 mortos associados à Covid-19 em 103.736 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório