Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2021
Tempo
18º
MIN 12º MÁX 19º

Edição

Ministro aponta o Politécnico de Leiria como "exemplo impressionante"

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior disse hoje que o Politécnico de Leiria deu "um exemplo impressionante" ao iniciar as aulas presencialmente em período de pandemia de covid-19, numa visita àquela instituição.

Ministro aponta o Politécnico de Leiria como "exemplo impressionante"

"Como se vê pelo Politécnico de Leiria, o ensino superior está bem e recomenda-se. O Politécnico de Leiria deu um exemplo impressionante a todo o país. Foi a instituição que começou mais cedo, está há quatro semanas em aulas, o que é a prova clara de que é possível ensinar e aprender em segurança em todas as áreas", afirmou o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, após a visita a diferentes unidades da instituição.

O governante visitou o centro de rastreios do Politécnico de Leiria, instalado no ciTechCare - Centro de Inovação em Tecnologias e Cuidados de Saúde, e considerou que é "um exemplo daquilo que é uma instituição de ensino superior com responsabilidade, que obviamente ensina os estudantes a viver de uma forma responsável, mas também tem uma função pedagógica para a sociedade em geral".

Segundo o ministro, as "instituições de ensino superior e as instituições científicas são elementos particularmente críticos para passarem esta mensagem de confiança, como aquela que se vive no Politécnico de Leiria: confiança com responsabilidade".

"Tive oportunidade de ir a várias salas de aula, falei com vários estudantes e nota-se um clima de grande confiança e de grande responsabilidade", reforçou.

O Politécnico de Leiria continua a reivindicar a passagem a universidade politécnica ou de ciências aplicadas, mas Manuel Heitor desvaloriza o título: "Prefiro muito mais abordar o conteúdo. Não me canso de dizer que temos no setor politécnico português as principais inovações que surgiram no ensino superior nos últimos anos".

Segundo o ministro, o ensino superior politécnico "é o setor que mais cresceu este ano - 18% - e onde foram experimentadas as novas formações curtas".

"Sabemos cada vez mais que o ensino superior em Portugal, na Europa e no mundo passa pela diversificação de diferentes instituições. Hoje, o símbolo politécnico, muito devido ao Politécnico de Leiria, é um símbolo de qualidade. Isso é o que interessa. Precisamos de instituições diferentes umas das outras e cada vez mais ligadas à realidade, quer científica quer económica e social.

Manuel Heitor afirmou ainda que há, este ano, um "número de alternativas muito grandes" para dar resposta ao alojamento de estudantes, "quer em camas protocoladas com autarquias, quer com alojamentos locais".

"O número de bolseiros que até agora pediu complementos de bolsas que não tiveram camas em residências são 250 (hoje às 14:00). Penso que este ano, com uma capacidade instalada de alojamentos locais e de hotéis muito grande, vamos com certeza suprir a falta de camas em residências que existe e existirá nos próximos anos", afirmou, admitindo que o alojamento "é um grande desafio" da tutela, que pretende duplicar a oferta até 2030.

Portugal contabiliza pelo menos 1.983 mortos associados à covid-19 em 77.284 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório