Meteorologia

  • 13 ABRIL 2021
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 21º

Edição

Sete pessoas detidas por crimes contra a autoridade. Dois agentes feridos

Detenções aconteceram entre os dias 12 e 13 de setembro.

Sete pessoas detidas por crimes contra a autoridade. Dois agentes feridos

A PSP deteve sete homens, com idades compreendidas entre os 18 e os 57 anos, nos dias 12 e 13 de setembro, por suspeitas da prática do crime contra a autoridade pública.

Num comunicado enviado ao Notícias ao Minuto, esta força de segurança revela que a primeira detenção aconteceu pelas 13h45 do dia 12 de setembro, na freguesia de AgualvaCacém.

Os agentes foram chamados a uma casa, no âmbito de uma denúncia de violência doméstica. Ao chegarem ao local, ouviram “gritos e pedidos de socorro, havendo fortes indícios de perigo para a integridade física da vítima”.

A mulher do suspeito abriu a porta e, de imediato, este avançou em direção aos polícias, numa “atitude agressiva, descontrolada”, alegando ser conhecedor de desportos de combate e artes marciais e levantando os braços, colocando-os “em posição de combate”, refere a PSP.

O suspeito foi, entretanto, detido e notificado para comparecer em tribunal.

Já pelas 00h30 do dia 13 de setembro, na freguesia de Mina d’Água, foi detido um suspeito de 33 anos, depois de os polícias terem sido chamados para uma desordem entre vários indivíduos. No local, os agentes encontraram um ajuntamento na via pública onde, algum tempo antes, já tinham alertado para o incumprimento das normas de segurança,instauradas no âmbito da pandemia da Covid-19.

Apesar de renitentes, os cidadãos foram acatando e abandonando a via pública. Contudo, um dos suspeitos recusou-se a abandonar o local, dirigindo injúrias contra os polícias.

O homem foi detido, por desobediência no âmbito da pandemia Covid-19, bem como, pelo crime contra a autoridade pública, e notificado para comparecer, esta terça-feira, no Tribunal Judicial da Comarca da Amadora para conhecer as medidas de coação tidas como adequadas.

Na madrugada do mesmo dia, pelas 3h45, foram detidos outros cinco homens, por suspeitas da prática dos crimes de ofensas à integridade física qualificada a agente de autoridade, injurias e desobediência.

Conta a PSP que, após diversos alertas de ruído no local, os polícias deslocaram-se a uma residência onde encontraram uma festa a decorrer no seu interior com cerca de 20 a 30 pessoas.

Durante a saída da residência, os cidadãos que estavam na festa proferiram injurias e ameaças contra os elementos policiais o que levou à detenção de quatro dos suspeitos. Já no decorrer desta, os restantes cidadãos avançaram na direção dos polícias com uma postura corporal hostil, desafiadora e agressiva.

Na tentativa de imobilização, um dos suspeitos tentou sempre esquivar-se à detenção, através do recurso de técnicas de artes marciais conhecidas pelo mesmo.

Perante isso, de acordo com a PSP, dois polícias sofreram ferimentos diversos e tiveram de receber tratamento hospitalar.

Já os detidos recolheram às salas de retenção do Cometlis e foram, esta segunda-feira, presentes a tribunal para primeiro interrogatório judicial. As medidas de coação ainda não foram divulgadas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório