Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2020
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 23º

Edição

Incêndios. Situação de alerta prolongada até ao final de domingo

A informação foi avançada por Patrícia Gaspar, secretária de Estado da Administração Interna, que revelou ainda que "as próximas 48 horas inspiram cuidado e atenção".

Incêndios. Situação de alerta prolongada até ao final de domingo

O Governo decidiu "prolongar a situação de alerta para todo o território nacional até ao final do dia de domingo", avançou Patrícia Gaspar, secretária de Estado da Administração Interna, na manhã desta sexta-feira, perante a evolução dos incêndios. 

De acordo com a governante, ontem "vivemos um dos dias mais difíceis deste ano", com cerca de 140 incêndios, o que levou ao destacamento de 6.000 operacionais e a 140 missões com meios aéreos. 

Desses fogos, "cinco complexos mantiveram-se em curso", tendo sido debelados durante a noite e a manhã desta sexta-feira.

Prevê-se, de acordo com Patrícia Gaspar, que o "dia de hoje vai ser complicado. É natural que haja reativações", tornando-se imperioso manter no terreno os dispositivos de combate a incêndios. "As próximas 48 horas inspiram cuidado e atenção", vincou. 

Mantendo-se vários territórios do país em alerta laranja e vermelho, o Governo decidiu então prolongar a situação de alerta, que terminaria no final do dia de hoje. 

Nas instalações da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, depois de ter presidido à reunião do Centro de Coordenação Operacional Nacional (CCON), a secretária de Estado da Administração Interna destacou que, conforme "informações do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, "vivemos o mês de julho mais quente desde 1931". 

Este facto justifica os "índices de severidade meteorológica bastante elevados que motivaram os alertas das últimas semanas". No total, foram contabilizadas "1.700 ocorrências", grande parte delas nos distritos do Norte do país, "situação que temos de controlar". 

Patrícia Gaspar deixou uma palavra de reconhecimento aos operacionais de corporações de bombeiros, da Proteção Civil e da GNR, pelo "empenhamento" que, durante o dia e a noite, permitiu "debelar os incêndios". 

"Todo o cuidado é pouco. Tolerância zero aos incêndios", realçou ainda a governante, apelando a um trabalho "de sintonia de todos" na prevenção dos fogos. 

[Notícia em atualização]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório