Meteorologia

  • 01 ABRIL 2020
Tempo
11º
MIN 7º MÁX 14º

Edição

Associação exige fim de "atentado ambiental" em Carnaval de Ponta Delgada

As ruas de Ponta Delgada enchem-se de plástico durante os desfiles de Carnaval devido há tradição que consiste "numa guerra" de balões de água.

Associação exige fim de "atentado ambiental" em Carnaval de Ponta Delgada

Todos os anos, durante o Carnaval, a cidade de Ponta Delgada sofre um "atentado ambiental", nas palavras das Associação Amigos do Calhau, que recorreu ao Facebook para salientar a importância de uma mudança de atitude por parte da Câmara Municipal.

A tradição - que decorre há mais de 100 anos e começou por ser uma "guerra de flores"tornou-se "uma desgraça ambiental", devido ao "nevão de plástico" - como disse a associação há um ano, ao Notícias ao Minuto - pelas ruas, nos dias que se seguem à festa.

Depois de "numerosos protestos, a Câmara Municipal promete colocar uma vedação na extremidade sul da avenida para limitar a deslocação de plástico para a zona costeira”, algo que para a associação não é suficiente, uma vez que é "cada vez maior a consciência, a nível mundial, de que a utilização de sacos de plástico deve ser restringida e proibida".

"Apesar disso, a Câmara de Ponta Delgada vai por um caminho oposto", afirma a associação, relembrado a nova legislação que estabelece uma taxa à utilização de sacos de plástico nos mercados e superfícies comerciais.

O desfecho dos longos dias de festa resultam numa avenida "completamente coberta de uma camada branca de sacos de plástico rotos e encharcados", que no dia seguinte "aparecem a flutuar na superfície do mar". Algo que este ano, a associação teme que volte a acontecer.

É, por isso, necessária a invenção de "uma tradição minimamente respeitadora do ambiente", uma vez que esta é um "puro ato de vandalismo, independentemente de os sacos chegarem ou não ao mar", contesta a associação.

"Se o objectivo é lançar água, porque não se utilizam as pistolas ou bisnagas de água que se vendem em qualquer loja de brinquedos e que não deixam qualquer tipo de resíduo? Se o objectivo é que a festa seja popular, porque não se substituem os camiões por imaginativas carroças de Carnaval?", refere a associação, sublinhando que para melhorar o ambiente, "bastam pequenos gestos".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório