Meteorologia

  • 20 JANEIRO 2020
Tempo
MIN 5º MÁX 11º

Edição

Dérbi de habitual "risco elevado" com segurança até à baixa de Lisboa

O dérbi entre Sporting e Benfica, da 17.ª jornada da I Liga de futebol, é considerado com o 'habitual' "risco elevado", com a Polícia de Segurança Pública (PSP) a preparar a "segurança que se estende até à baixa lisboeta".

Dérbi de habitual "risco elevado" com segurança até à baixa de Lisboa
Notícias ao Minuto

13:49 - 16/01/20 por Lusa com Ana Lemos

País Sporting/Benfica

A informação foi hoje dada pelo subintendente Francisco Alves, no Comando Metropolitano de Lisboa, numa conferência em que explicou os condicionamentos de trânsito, a hora prevista para concentração de adeptos do Benfica e o dispositivo montado, num modelo similar ao do clássico Sporting-FC Porto.

Francisco Alves revelou também que "haverá constrangimentos ao trânsito na Segunda Circular", tendo em conta que o dérbi, que terá portas abertas a partir das 19h15, se realiza a uma sexta-feira, um dia já por si difícil na circulação naquele eixo rodoviário.

As vias com maiores dificuldades e com apelo para que sejam evitadas, são a ligação entre o Colombo e o Colégio Militar, de onde irão sair os adeptos do Benfica "em acompanhamento apeado", a partir das 18h30, e a circulação junto à avenida Padre Cruz [entre o Instituto Ricardo Jorge e a Associação das Forças Armadas], a partir das 19h00.

"Queremos que a partir das 19h30 todos os adeptos do Benfica comecem a entrar pela porta 1, para que antes do jogo todos estejam dentro do estádio", explicou o subintendente em relação ao jogo, que deverá ter uma 'casa' total entre os 40 e 45 mil adeptos.

O responsável disse também que o número de polícias destacados por si só não diz nada, mas explicou que o facto de o jogo se realizar a uma sexta-feira ao final do dia exige algum reforço.

"Exige um dispositivo da divisão de trânsito maior e um policiamento controlado quase ao segundo", adiantou, no sentido de se evitarem "grandes constrangimentos", "que já são naturais a uma sexta-feira".

Francisco Alves alertou igualmente para os perigos da pirotecnia, fora e dentro do estádio, sendo também essa uma das preocupações ao nível da segurança.

"No último jogo [Sporting-FC Porto, em 5 de janeiro] os incidentes registados foram zero, dentro e fora. O modelo é o mesmo e queremos que festejem nas bancadas, sem pirotecnia", acrescentou o subintendente.

O jogo entre Sporting, quarto classificado, com 29 pontos, e Benfica, primeiro, com 45, da 17.ª jornada da I Liga, disputa-se na sexta-feira, a partir das 21h15, no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

Técnicos esperam um dérbi difícil mas ambos querem os três pontos

Na conferência de antevisão do encontro, o treinador do Benfica, Bruno Lage, destacou os perigos deste leão, contou uma curiosa história que se passou no seu tempo de trabalho em Inglaterra, recordou ainda uma multa que recebeu em Portugal, e falou da relação entre Pizzi e Bruno Fernandes.

Mas deixou uma certeza: "O Sporting é um adversário muito competente, que explora muito bem, através de muita gente entre linhas, a explorar os espaços por dentro e em profundidade. Temos de fazer um jogo muito competente e não deixar o Sporting jogar. Temos de criar várias oportunidades de golo e é para isso que vamos lutar".

Antes, o treinador do Sporting, Silas, disse prever uma partida muito disputada entre as duas equipas, assegurando que os seus jogadores vão entrar para vencer, independentemente da diferença pontual que separa neste momento Sporting e Benfica.

"Acho que ambas as equipas têm muito a perder. Os pontos? Independentemente desses pontos temos de saber o clube que representamos. Acho que vamos encurtar essa distância. Estamos a crescer como equipa, o Benfica está bem, e acho que não vamos perder muitos pontos até ao final, é essa a minha convição", afirmou, reforçando: "Estou sempre confiante e não é só da boca para fora. Sinto que podemos jogar o jogo amanhã, como achava com o FC Porto". 

Com a saída de Bruno Fernandes iminente, Silas lembrou ainda a importância do médio, mas afirmou ainda que o internacional luso, neste momento, pela sua dinâmica, "é insubstituível". 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório