Meteorologia

  • 13 DEZEMBRO 2019
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 17º

Edição

Imprensa portuguesa impedida de fotografar encontro de Pompeo e Netanyahu

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, e o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, reuniram-se hoje em Lisboa, mas a imprensa portuguesa foi impedida de fotografar o encontro ou registar declarações, reservadas aos jornalistas das duas delegações.

Imprensa portuguesa impedida de fotografar encontro de Pompeo e Netanyahu
Notícias ao Minuto

19:46 - 04/12/19 por Lusa

País Lisboa

Pompeo e Netanyahu cruzaram-se e cumprimentaram-se num 'hall' de um hotel do centro de Lisboa às 18:27, seguindo para uma sala próxima onde estavam os jornalistas que acompanharam as viagens para Lisboa do secretário de Estado norte-americano e do primeiro-ministro israelita e uma 'pool' de jornalistas designados por 'media' internacionais.

À porta da referida sala, Todd Miyahira, conselheiro de imprensa da embaixada dos Estados Unidos em Lisboa, informou a Lusa que quer a fotografia do encontro quer uma posterior conferência de imprensa estavam vedadas aos jornalistas portugueses, sem contudo avançar uma razão para o facto.

A informação prestada pelo responsável foi semelhante à obtida pela Lusa junto de fonte israelita, que pediu para não ser identificada.

Benjamin Netanyahu chegou hoje a Lisboa para se encontrar com Pompeo, embora a visita inclua também um encontro, na quinta-feira, com o primeiro-ministro português, António Costa, como confirmou na terça-feira fonte do executivo.

O primeiro-ministro israelita assumiu esse objetivo à partida de Telavive, hoje à tarde.

"Vou agora partir para Lisboa onde me encontrarei com o primeiro-ministro português. No entanto, o meu principal objetivo é, em primeiro lugar, encontrar-me com o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo", disse.

Netanyahu acrescentou que a conversa que manterá com Pompeo se vai "centrar principalmente no Irão e duas outras questões: o tratado de defesa com os Estados Unidos que quero desenvolver e o futuro reconhecimento norte-americano da anexação por Israel do Vale do Jordão", a parte oriental da Cisjordânia.

Segundo o Jerusalem Post, Netanyahu, que recentemente foi acusado pelo procurador-geral de Israel em três casos de corrupção e que não conseguiu formar governo, pela segunda vez este ano, após as eleições de setembro, terá tido dificuldade em agendar encontros com alguns dos principais líderes europeus.

Pompeo, que na semana passada tinha anunciado a visita a Lisboa na sexta-feira, alterou os planos, que previam que viajasse hoje para Marrocos e quinta-feira para Lisboa, e antecipou a vinda à capital portuguesa, seguindo depois de Lisboa para Rabat.

O último encontro entre Netanyahu e Pompeo aconteceu em Jerusalém em outubro passado.

Este será o seu primeiro encontro desde que a administração norte-americana anunciou, em meados de novembro, que os Estados Unidos deixam de considerar os colonatos israelitas na Cisjordânia contrários ao direito internacional, abandonando uma posição que o Departamento de Estado defendia desde 1978.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório