Meteorologia

  • 14 NOVEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Oliveira do Bairro já destruiu 90 ninhos de vespa asiática este ano

Os serviços da Câmara de Oliveira do Bairro já eliminaram, desde o início do ano, cerca de 90 ninhos de vespas velutinas, ou asiáticas, tendo já identificado para destruição mais uma dezena, foi hoje anunciado.

Oliveira do Bairro já destruiu 90 ninhos de vespa asiática este ano
Notícias ao Minuto

12:27 - 02/09/19 por Lusa

País Vespa asiática

"Praticamente todas as semanas temos identificado ou recebido informação dos nossos munícipes sobre potenciais novos casos de ninhos da vespa velutina, que temos destruído com celeridade", garante Duarte Novo, presidente desta autarquia do distrito de Aveiro.

O autarca assegura que o município tem conseguido "dar resposta na verificação" às denúncias dos munícipes, uma vez que nem todos os ninhos que são reportados são de vespas velutinas.

Na área do concelho de Oliveira do Bairro, a deteção ou a suspeita de existência de ninhos ou de exemplares da vespa velutina deverá ser comunicada à Câmara Municipal, através dos contactos 234 732 100 / [email protected], ou à Junta de Freguesia.

Até agora, os ninhos encontrados no concelho de Oliveira do Bairro estavam localizados, na sua maioria, em árvores, embora alguns tenham sido também identificados em edifícios.

A vespa velutina é uma espécie asiática característica de regiões tropicais e subtropicais do norte da Índia ao leste da China, Indochina e ao arquipélago da Indonésia, sendo a sua existência reportada desde 2011 na região norte de Portugal.

A velutina distingue-se da espécie europeia Vespa crabro pela coloração do abdómen, que é predominantemente de cor preta, ao contrário da europeia, onde prevalece a cor amarela.

O Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas tem alertado para os efeitos da presença desta espécie não indígena, sobretudo na apicultura, por se tratar de uma espécie carnívora e predadora das abelhas.

A vespa asiática constitui também uma ameaça para a saúde pública, reagindo de modo bastante agressivo quando sente os ninhos ameaçados, "incluindo perseguições até algumas centenas de metros".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório