Meteorologia

  • 26 JUNHO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 19º

Edição

IPMA diz que sim, verão vai ser mais quente. Mas "quantificar é difícil"

O próximo verão vai ser mais quente. É essa a tendência, em linha de conta com as alterações climáticas. Contudo, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prefere uma "análise prudente", diferentemente da previsão do site AccuWeather.

IPMA diz que sim, verão vai ser mais quente. Mas "quantificar é difícil"

Para o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), "não é novidade" que o verão que aí vem vai ser marcado por temperaturas acima do normal. Aliás, essa é a tendência dos últimos anos em linha com o fenómeno das alterações climáticas.

Ao Notícias ao Minuto, Ricardo Deus do IPMA explica que, com base no método usado, a comparação dos dados históricos, é possível prever que sim, que vamos de facto ter um verão em que a temperatura média será acima do normal.

Contudo, e comentando as previsões à 'la longue' do site norte-americano AccuWeather que apontam para ondas de calor com as temperaturas a chegar aos 43ºC, o especialista adverte que em matéria de meteorologia "não se pode generalizar" e que é difícil fazer previsões a uma distância tão longa porque existem muitos parâmetros em jogo. 

Tudo aponta para que tenhamos um verão com temperaturas acima do normal (…) e é até provável que alguns pontos do país possam atingir valores acima dos 43ºC”, sublinha o especialista, lembrando que já no ano passado isso aconteceu. A título de exemplo, em agosto de 2018, Setúbal chegou aos 45,9 e algumas regiões ultrapassaram os 44ºC.

"Todos  os anos têm sido batidos recordes de temperaturas em algumas estações meteorológicas", recorda, admitindo que é possível que isso volte a acontecer este ano, porque a tendência assim o demonstra. No entanto, “em termos médios, a realidade não é essa”, ressalva.

Ricardo Deus esclarece que por existirem muitas variáveis a ter em conta “quantificar” quão mais quente vai ser este verão é “muito difícil”.

Aliás, salienta o meteorologista, se até na previsão para dez dias, que o IPMA faz, têm de ser feitos ajustes, o que fará as previsões a meses.

Assim, opta o IPMA por fazer uma “análise prudente”, trabalhado em relação aos períodos anteriores, não sendo possível antecipar ondas de calor como as que prevê o site norte-americano, embora a tendência seja essa.

Saiba aqui as previsões do tempo para os próximos dias.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório