Meteorologia

  • 24 JUNHO 2019
Tempo
21º
MIN 19º MÁX 23º

Edição

"A ministra da Saúde perdeu a cabeça, está numa atitude de vingança"

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros acusa Marta Temido de estar a agir por vingança.

"A ministra da Saúde perdeu a cabeça, está numa atitude de vingança"

A bastonária da Ordem dos enfermeiros, Ana Rita Cavaco, voltou a acusar, na noite desta segunda-feira, na SIC Notícias, a ministra da Saúde, Marta Temido, de estar agir por vingança, à semelhança do que havia já afirmado em declarações à Lusa, e garante que está a ser alvo de uma perseguição por parte da governante que quer condenar os dirigentes da Ordem por delito de opinião.

A senhora ministra perdeu a cabeça, está numa atitude de vingança e de perseguição à Ordem. Eu não estou a representar-me a mim própria. Estou a representar 74 mil enfermeiros. São eles que pagam tudo o que está dentro da casa deles. A Ordem não tem um tostão do Orçamento do Estado nem dinheiro público, a não ser o dos enfermeiros e, portanto, nessa representação eu tenho de defender a dignidade destes 74 mil numa missão que estamos a cumprir ao serviço do país e das pessoas. E nessa missão eu não sou uma comissária política”, disse Ana Rita Cavaco.

Além destas acusações, a bastonária levou para o estúdio da SIC Notícias os documentos que terão justificado o pedido de sindicância.

Ana Rita Cavalo afirma que exigiu uma cópia certificada do despacho da ministra da Saúde porque os inspetores que tinham como missão verificar a legalidade dos atos da Ordem dos Enfermeiros são obrigados a notificar a entidade em causa do despacho e dos fundamentos da mesma.

“Nunca nos passou pela cabeça que uma entidade que vem averiguar a legalidade dos atos que outra praticou não cumpra ela própria essa legalidade. Portanto, os senhores inspetores sabiam que tinham de notificar a Ordem do despacho da senhora ministra, dos fundamentos e das provas que estavam anexas a esse pedido de sindicância”, conta, acrescentando que os “indícios graves das ilegalidades cometidas pela Ordem” têm como base publicações nas redes sociais.

Os fundamentos daquilo que é o pedido de sindicância não são outros, estão aqui, anexos ao despacho da senhora ministra. São publicações do meu Facebook pessoal, uma publicação do Facebook do vice-presidente, dezenas de notícias, são essas que determinam os tais indícios graves de ilegalidades cometidas pela Ordem. Com o senhor secretário de Estado adjunto e com a senhora secretária de Estado da Saúde não há qualquer tipo de problema. Continuámos a trabalhar, continuámos a enviar documentos, nunca houve foi um reatar, de facto, das relações com a senhora ministra. Continua sempre recusar receber a Ordem”, revelou.

Apesar de a sindicância ter avançado, a Ordem dos Enfermeiros já garantiu que irá agir judicialmente, devido à fragilidade dos fundamentos invocados.

Recorde-se que, o Conselho Nacional das Ordens Profissionais (CNOP) decidiu adiar a reunião que estava prevista para esta segunda-feira, em que ia analisar a sindicância determinada pela ministra Marta Temido à Ordem dos Enfermeiros.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório