Meteorologia

  • 24 MAIO 2019
Tempo
21º
MIN 19º MÁX 24º

Edição

25 Abril: Sessão solene começou às 10:02, Marcelo com cravo na mão

A sessão solene do 25 de Abril na Assembleia da República começou hoje às 10:02, após o hino nacional pela banda da GNR, com o Presidente da República a entrar de cravo vermelho na mão.

25 Abril: Sessão solene começou às 10:02, Marcelo com cravo na mão
Notícias ao Minuto

10:06 - 25/04/19 por Lusa

País Liberdade

Marcelo Rebelo de Sousa chegou às escadarias do Palácio de São Bento, em Lisboa, pelas 09:45, de gravata azul e sem cravo na lapela, ao contrário do presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, que o recebeu e ao lado de quem passou revista militar, exibindo a flor que batizou a revolução do 25 de Abril.

Pelo quarto ano consecutivo, o chefe do Estado entrou para a cerimónia com o cravo na mão e não na lapela.

A sessão solene iniciou-se, como tradicionalmente, com "A Portuguesa" tocada pela banda da GNR, que minutos antes ocupava, com ensaios, a sala das conferências do parlamento, junto aos Passos Perdidos.

Dos ex-Presidentes da República, o único ausente foi Cavaco Silva, dado que Ramalho Eanes e Jorge Sampaio estiveram presentes nas galerias.

Antes de se iniciar a sessão solene, alguns deputados tiravam 'selfies' na sala do plenário decorada com cravos vermelhos, flor-símbolo da revolução de há 45 anos.

A deputada socialista Isabel Moreira foi uma das que aproveitou e tirou uma fotografia com o pai, Adriano Moreira, presente como convidado.

Depois de, na quarta-feira, terem trocado críticas sobre os salários dos juízes, os líderes do PSD e do CDS-PP cumprimentaram-se e conversaram alguns minutos, pouco antes do arranque da sessão.

Rui Rio e Assunção Cristas não usaram a flor do 25 de Abril, mas a líder centrista estava vestida de vermelho.

De cravo ao peito, nas galerias da Assembleia da República, estavam alguns militares de Abril, entre eles Vasco Lourenço e Garcia dos Santos, por exemplo.

Na bancada do Governo, que não intervém nesta sessão solene, pontuavam também os cravos vermelhos nas lapelas dos ministros.

Com quatro ecrãs gigantes, a sala das sessões concentrou a decoração especial na tribuna e na mesa da Assembleia da República, enquadradas por um friso frondoso de cravos vermelhos e verdura.

Do púlpito, começaram, às 10:03, as intervenções, iniciadas, por ordem crescente de representatividade dos partidos, pelo deputado do PAN (Pessoas-Animais-Natureza), André Silva, seguindo-se a deputada do PEV Heloísa Apolónia, Diana Ferreira, do PCP, Filipe Anacoreta Correia, do CDS-PP, Jorge Falcato, do BE, Carlos César, do PS, e Pedro Roque, do PSD.

A sessão encerra com as intervenções de Ferro Rodrigues e Marcelo Rebelo de Sousa, que faz, este ano, o seu quarto discurso como Presidente da República, perante os deputados.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório