Meteorologia

  • 23 ABRIL 2019
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 15º

Edição

Governo vai 'sentar-se à mesa' com a ANTRAM e sindicato hoje às 21h

A reunião vai realizar no Ministério das Infraestruturas e Habitação com a presença do ministro Pedro Nuno Santos e o secretário de Estado Jorge Delgado.

Governo vai 'sentar-se à mesa' com a ANTRAM e sindicato hoje às 21h
Notícias ao Minuto

19:01 - 16/04/19 por Filipa Matias Pereira 

País Paralisação

A greve dos motoristas de matérias perigosas que teve início nesta segunda-feira ameaça paralisar o país. Perante este cenário, está agendada para esta terça-feira, pelas 21h, uma reunião onde o Governo se vai 'sentar' à mesa com a Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias  (ANTRAM) e o sindicato

Neste encontro, que terá lugar em Lisboa, no Ministério das Infraestruturas e Habitação, estará presente o ministro Pedro Nuno Santos e o secretário de Estado Jorge Delgado.

Em comunicado enviado às redações, o gabinete do ministro adianta que não estão previstas declarações do ministro nem do secretário de Estado no final da reunião. 

Recorde-se que os motoristas reivindicam o reconhecimento da categoria profissional específica. Face à situação, recorde-se, o Governo decidiu, esta terça-feira, publicar em Diário da República "a requisição civil dos motoristas aderentes à greve nas empresas em que se encontra comprovado o incumprimento dos serviços mínimos".

A portaria refere que, nos dias 16, 17 e 18 (entre hoje e quinta-feira), "os trabalhadores motoristas a requisitar devem corresponder aos que se disponibilizem para assegurar funções em serviços mínimos e, na sua ausência ou insuficiência, os que constem da escala de serviço".

Após a requisição civil, os militares da GNR mantiveram-se de prevenção em vários pontos do país para que os camiões com combustível pudessem abastecer e sair dos parques sem afetarem a circulação rodoviária.

Gerou-se a corrida aos postos de abastecimento de combustíveis provocando congestionamento nas vias de trânsito. A greve deixou o aeroporto de Faro sem ser abastecido desde segunda-feira e o de Lisboa desde hoje, com a ANA a admitir "disrupções operacionais".

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) apelou aos cidadãos para que deem prioridade aos veículos de emergência médica nos postos de abastecimento, explicando que todas as viaturas foram atestadas de manhã.

[Notícia atualizada às 19h37]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório