Meteorologia

  • 23 MARçO 2019
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 16º

Edição

Carnaval "é um momento de alegria e de sátira política", lembra Costa

O primeiro-ministro recebeu hoje, no Palácio de São Bento, os reis do Carnaval de Torres Vedras, que lhe ofereceram um boneco gigante tradicional deste corso, representando António Costa vestido de mosqueteiro com uma espada na mão.

Carnaval "é um momento de alegria e de sátira política", lembra Costa
Notícias ao Minuto

19:15 - 28/02/19 por Lusa

País São Bento

Durante a breve "cerimónia", que decorreu nos jardins da residência oficial do primeiro-ministro, em Lisboa, o novo rei do Carnaval avisou logo António Costa que iria pernoitar em São Bento, regressando a Torres Vedras apenas na sexta-feira, ao fim do dia, "depois de apanhar o velhinho comboio do Oeste".

No seu discurso, o rei do Carnaval de Torres Vedras elogiou António Costa por ter devolvido a tolerância de ponto na terça-feira de Carnaval e "por ter a habilidade necessária para governar o país mesmo sem ter vencido as eleições, liderando a tripulação da caravela geringonça de uma forma que evita motins, ora à esquerda, ora à direita".

"A monarquia do Carnaval de Torres Vedras tem a honra de oferecer à República Portuguesa uma escultura que representa Costa o conquistador. Atribuímos ainda a António Costa o grau de primeiro-ministro honorário do Carnaval de Torres Vedras", acrescentou.

Antes, num tom mais a sério, o presidente da Câmara de Torres Vedras, Carlos Bernardes, afirmou que o Carnaval no seu município completa já 96 anos e tem um impacto económico de cerca de nove milhões de euros, esperando-se que, nos próximos dias, a cidade seja visitada por cerca de 400 mil pessoas.

Por sua vez, António Costa considerou que o Carnaval "é um momento de alegria e de sátira política".

"A democracia também é feita da sátira. Se há qualidade que os políticos devem ter é saberem rir e rirem-se de si próprios. Todos nós, desde pequenos, habituámo-nos que o Carnaval é um momento muito especial, porque ninguém leva a mal", disse.

O primeiro-ministro classificou ainda o Carnaval como "um momento de animação, com uma grande mobilização das coletividades locais, dando uma apreciável contribuição para o turismo interno".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório