Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2018
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 13º

Edição

Proibição de plástico na Administração Pública? É o "caminho certo"

A Quercus aplaude as medidas aprovadas, esta quinta-feira, em Conselho de Ministros e que impõem restrições ao uso de plástico na Administração Pública. “Pequenos passos no caminho certo”.

Proibição de plástico na Administração Pública? É o "caminho certo"
Notícias ao Minuto

17:44 - 18/10/18 por Ana Lemos 

País Quercus

Em Conselho de Ministros, o Governo aprovou esta quinta-feira uma resolução que proíbe a administração direta e indireta do Estado de usar garrafas, sacos e louça de plástico, pretendendo ainda reduzir em 25%, num ano, o consumo de papel e consumíveis.

"Um pequeno passo no caminho certo". É desta forma que a associação ambientalista Quercus reage à decisão do Executivo, aproveitando para deixar algumas considerações sobre as medidas em concreto e destacando que "poderão ter uma repercussão muita além dos corredores da Administração Pública".

No que diz respeito à redução em 25% do consumo de papel e consumíveis, a Quercus considera que "poderia ter sido mais ambiciosa e sustentável, com a proibição do uso de papel em fibras virgens na Administração Pública, em utilizações de higiene e limpeza (papel higiénico e toalhetes de papel para limpar as mãos)".

Já sobre a proibição do uso de garrafas, sacos e louça em plástico descartável, considera a Quercus que, "é um sinal de que o problema do uso abusivo de plásticos de utilização única, e as suas consequências para o Ambiente, é de facto um assunto sério que merece a maior atenção de Governos, Indústria, Empresas, ONGs e da Sociedade Civil em geral".

A Quercus defende, ainda, que estas proibições vão ter "mais efeitos positivos" e pedagógicos, tais como a "elevar o problema da poluição por plástico descartável a uma prioridade nacional", contribuir para a "educação ambiental aos funcionários públicos, que poderão replicar estas medidas em suas casas", e, "ser um exemplo para o setor privado, desafiando as empresas a adotar medidas semelhantes".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório