Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2018
Tempo
19º
MIN 19º MÁX 20º

Edição

Médica chora em tribunal ao contar como menina de oito anos foi morta

Criança foi raptada em 2013 e terá sido torturada, violada e morta.

Cherish Perrywinkle foi raptada, em 2013, quando andava às compras com a mãe numa loja Walmart, na Florida, EUA.

A menina, de apenas oito anos, foi levada por Donald Smith, homem que se oferecera para ajudar a mãe da criança com as compras. 

O suspeito, na altura com 56 anos, foi detido e acusado de homicídio. Em tribunal, a médica legista encarregue de revelar o resultado final da autópsia da criança, mostrou dificuldades em contar todos os pormenores.

A médica Valerie Rao começou a chorar enquanto revelava que a Cherish havia sido violada e agredida antes de ser morta.

Imagens dos ferimentos da criança foram partilhados em tribunal, o que terá levado a médica a pedir para fazer um intervalo para se recompor, conta o Mirror.

Um dia antes, a advogada Melissa Nelson havia revelado que "Cherish não morreu de forma rápida, nem fácil. Na verdade, teve uma morte brutal e tortuosa".

Donald Smith incorre numa pena de prisão perpétua. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório