Federação pró-Trump apresenta propostas sobre controlo de migrantes

A Federação para a Reforma da Imigração nos Estados Unidos (FAIR) apresentou hoje um pacote de medidas sobre migração e controlo de estrangeiros no país à nova administração norte-americana, do Presidente eleito, Donald Trump.

© Reuters
Mundo EUA

Entre as medidas propostas, para os primeiros cem dias de Donald Trump na Casa Branca, consta a deportação de "imigrantes fugitivos", restrições na atribuição de vistos e um maior controlo das fronteiras.

PUB

Numa conferência de imprensa hoje em Washington, o presidente da federação, Dan Stein, afirmou que os processos judiciais de deportação de estrangeiros devem ser rápidos, para evitar a "atual disfuncionalidade".

Sobre a intenção anunciada por Donald Trump de se construir um muro na fronteira com o México, Dan Stein afirmou que esse muro é "sinónimo de se fazer as coisas bem, de evitar o descontrolo e o caos, de controlar a fronteira e parar o fluxo de drogas".

A federação, que apoiou a candidatura de Trump nas eleições presidenciais, propôs ainda a criação de um sistema migratório baseado nos méritos e no "potencial produtivo" dos migrantes e fixa um tecto máximo de admissão de 300 mil estrangeiros por ano, menos de metade das atuais quotas.

 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS