Matou filho quando este descobriu que mantinha relação com sogro

Crime ocorreu em Itália, há já dois anos. A condenação chega agora.

© iStock
Mundo Itália

Uma mulher foi condenada a 30 anos de prisão por ter assassinado o filho de oito anos, depois de este ter descoberto que mantinha uma relação sexual com o próprio sogro.

PUB

Conta o Metro que Veronica Panarello estrangulou o filho Loris Stival com cabos elétricos, tendo depois abandonado o corpo numa vala remota em Santa Croce, na Sicília (Itália).

Depois de o ter feito, Veronica ligou à polícia dizendo que o filho tinha sido abusado e que tinha desaparecido depois de o ter deixado na escola.

Contudo, câmaras de vigilância provaram que o relato da mulher era falso, passando nessa a altura a ser tratada como a principal suspeita do crime.

Concluiu-se depois que tinha sido Veronica a matar o filho. O tribunal considerou-a uma mulher "egocêntrica, manipuladora e mentirosa". Quando confessou o assassinato, volvidos já dois anos, Veronica acusou o pai do marido, Andrea Stiva.

Numa primeira audiência, a mulher disse que o sogro ajudou a planear o crime, depois de terem sido apanhados a fazer sexo.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS