Meteorologia

  • 23 JUNHO 2024
Tempo
28º
MIN 17º MÁX 30º

Primeiro-ministro indiano diz ter sido escolhido por "Deus"

Narendra Modi admitiu estar "convencido" que "Deus" o escolheu "com um propósito".

Primeiro-ministro indiano diz ter sido escolhido por "Deus"
Notícias ao Minuto

09:21 - 27/05/24 por Notícias ao Minuto com Lusa

Mundo Índia

O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, admitiu acreditar que foi escolhido por Deus para o "propósito", numa altura em que o país se encontra em eleições gerais.

"Dizem que sou maluco, mas estou convencido que 'Parmatma' (Deus) me enviou com um propósito. Uma vez cumprido, o meu trabalho estará feito. Por isso é que me dediquei completamente a Deus", disse Modi ao canal de televisão NDTV, no domingo.

Os resultados das eleições gerais serão anunciados a 4 de junho, numa altura em que Modi pode conquistar o terceiro mandato consecutivo. À mesma cadeia de notícias indiana, explicou os contornos da sua suposta relação com Deus.

"Não mostra o baralho, está sempre a levar-me a fazer coisas. E não consigo falar com ele diretamente para perguntar o que vem a seguir", acrescentou.

Modi é líder do Bharatiya Janata Party (BJP), que promove ativamente o hinduísmo, a religião maioritária na Índia, e já tinha vincado a sua espiritualidade numa outra entrevista, no início do mês.

"Quando a minha mãe estava viva, acreditava que tinha nascido biologicamente. Depois de morrer, ao refletir sobre as minhas experiências, fiquei convencido que Deus me tinha enviado", disse, concluindo que a entidade divina lhe forneceu "habilidades, inspiração e boas intenções para um propósito", fazendo dele "nada mais que um instrumento".

"A inteligente mistura entre religião e política para um país onde a fé é uma parte inextricável da vida cotidiana é o ponto de venda exclusivo do BJP. A afirmação do senhor Modi é o culminar lógico do tema dominante do BJP", escreveu o jornal indiano The Telegraph.

Segundo a comissão eleitoral indiana, estavam convocados, para a sexta e penúltima fase das eleições, no sábado, mais de 111 milhões de eleitores em oito regiões, que elegem 58 dos 543 deputados da Lok Sabha.

Até esse momento, mais de 800 milhões de pessoas já tinham sido chamadas a votar nestas eleições, que começaram em 19 de abril e terminam em 1 de junho, quando terá lugar a última fase de votações.

Narendra Modi está no poder desde 2014 e ainda é muito popular em todo o país após dois mandatos, durante os quais a Índia aumentou a sua influência diplomática e o seu peso económico.

O primeiro-ministro enfrenta como principal oponente uma coligação integrada pelo tradicional Partido do Congresso.

No total, 968 milhões de indianos vão às urnas para escolher os 543 membros da Câmara Baixa.

Leia Também: Modi revela conversas secretas com Israel para cessar-fogo em Gaza

Recomendados para si

;
Campo obrigatório