Meteorologia

  • 20 MAIO 2024
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 20º

Biden culpa Trump pela proibição do aborto na Florida às seis semanas

O Presidente Joe Biden culpou hoje Donald Trump pela proibição do aborto na Florida e outras restrições no país que dificultam o acesso aos cuidados de saúde por mulheres grávidas.

Biden culpa Trump pela proibição do aborto na Florida às seis semanas
Notícias ao Minuto

23:54 - 23/04/24 por Lusa

Mundo EUA

Biden alegou que o antecessor criou "uma crise na saúde" para as mulheres em todo o país.

As ações de campanha de Biden na Comunidade de Hillsborough College, em Tampa, colocaram o Presidente no epicentro da última batalha contra as restrições ao aborto.

A proibição do aborto a partir das seis semanas no Estado entra em vigor em 01 maio, ao mesmo tempo que os eleitores da Florida se preparam para uma iniciativa eleitoral que consagraria a interrupção da gravidez na Constituição.

Biden disse que milhões de mulheres estão a enfrentar "sofrimento e crueldade".

"Mas não é inevitável. Podemos parar isto. Quando votarem, podemos parar", disse.

O Presidente procura capitalizar a insatisfação crescente contra as restrições ao aborto, não só para impulsionar a recandidatura ao cargo nos estados decisivos em que venceu em 2020, mas também para partir para a ofensiva contra Trump em estados onde o presumível candidato republicano venceu há quatro anos.

Um desses estados é a Florida, onde Biden perdeu para Trump por 3.3 pontos percentuais.

Hoje, narrou as crescentes preocupações clínicas das mulheres nos dois anos desde que o Supremo Tribunal acabou com a proteção federal ao aborto.

"Há uma pessoa responsável por este pesadelo", afirmou Biden. "E ele reconheceu e gaba-se disso --- Donald Trump", acrescentou o Presidente.

Biden referiu que Trump, que tem manifestado publicamente as suas opiniões sobre o aborto e tem dito ultimamente que é matéria para os estados decidirem, está preocupado que os eleitores agora o responsabilizem.

"Companheiros, a má notícia para Trump é que vamos responsabilizá-lo", disse Biden.

Enquanto isto, os defensores no terreno dizem que o apoio ao acesso ao aborto afeta todos os partidos. Pretendem tornar a questão o mais apartidária possível, enquanto trabalham para obter pelo menos 60% de apoio dos eleitores para a iniciativa eleitoral.

Leia Também: Diretor de empresa de media admite ter publicado artigos a favor de Trump

Recomendados para si

;
Campo obrigatório