Meteorologia

  • 26 MAIO 2024
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 23º

Kade. O vitelo rejeitado pela mãe que é agora a "celebridade" de uma loja

"Não planeava ter uma vaca, mas agora temos uma vaca e o que se faz com uma vaca? Tratamo-la como um cão e trazemo-la para o trabalho", disse o dono de uma loja nos Estados Unidos, que ficou com o animal.

Notícias ao Minuto

09:48 - 19/04/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Insólito

Kade, um vitelo rejeitado pela mãe, tornou-se não só num trabalhador de uma loja de loja de armas em Fairfield, no Maine, Estados Unidos, como também a mais recente estrela local. 

O animal foi encontrado a tremer de frio, numa poça de lama, e os donos da A&G Shooting não hesitaram em tentar salvá-lo. 

"A mãe do Kade tinha-o rejeitado e ele estava a tremer de frio e deitado numa poça de lama e nós encontrámo-lo e eu e a minha mulher trouxemo-lo para dentro de casa, aquecemo-lo e mantivemo-lo vivo", disse Adam Hendsbee, em declarações à WFVX-TV, citadas pelo New York Post. 

O vitelo zebu, a quem dera o nome de Kade, tornou-se também na imagem de marca da loja, para onde o costumam levar.

"Não planeava ter uma vaca, mas agora temos uma vaca e o que se faz com uma vaca? Tratamo-la como um cão e trazemo-la para o trabalho", brincou, descrevendo-o como uma "celebridade local". 

"Ele traz muitos rostos sorridentes e muitas crianças", disse Payton Atwood, que trabalha no estabelecimento. 

Adam Hendsbee explica que Kade também não é tímido com os clientes e não só procura festinhas, como também posa para as fotografias.

"Nos próximos meses, eu diria que ele vai ser um elemento básico aqui, desde que eu consiga colocá-lo no carro, ele vai comigo para todo o lado", rematou.

Nas redes sociais da loja, são partilhados vídeos e imagens do pequeno Kade pelos donos, mas também os clientes que com ele já se encontraram vão partilhando as suas experiências. Pode ver um vídeo do animal na galeria acima.

Leia Também: Lagarto com 170 anos será repatriado da Escócia para a Jamaica

Recomendados para si

;
Campo obrigatório