Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2024
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 16º

Padres abençoam casais do mesmo sexo em protesto contra arcebispo alemão

Vários padres católicos realizaram ontem uma cerimónia de bênção a casais do mesmo sexo diante da catedral de Colónia, num protesto contra o arcebispo conservador da cidade, o cardeal Rainer Maria Woelki.

Padres abençoam casais do mesmo sexo em protesto contra arcebispo alemão
Notícias ao Minuto

19:46 - 21/09/23 por Lusa

Mundo Alemanha

O protesto foi desencadeado pelas críticas dos responsáveis da Igreja Católica de Colónia a um padre de Mettmann, uma cidade perto de Dusseldorf, que em março realizou uma "cerimónia de bênção para casais", incluindo alguns do mesmo sexo.

As autoridades da arquidiocese de Colónia, à qual Mettmann pertence, repreenderam o padre posteriormente e enfatizaram que o Vaticano não permite bênçãos para casais do mesmo sexo, informou a agência de notícias alemã DPA.

A bênção para casais do mesmo sexo realizada ontem foi o mais recente sinal de rebelião dos fiéis progressistas na diocese mais populosa da Alemanha, com cerca de 1,8 milhões de membros.

Várias centenas de pessoas compareceram ao serviço de bênção ao ar livre para casais do mesmo sexo e também heterossexuais. Cerca de 30 casais foram abençoados durante a cerimónia.

Agitando bandeiras com arco-íris, os presentes cantaram a música 'All You Need Is Love', da banda britânica Beatles, relatou a DPA.

O comissário para a diversidade de género do Governo alemão classificou a bênção como um símbolo importante para a exigência de reconhecer e aceitar casais do mesmo sexo na Igreja Católica Romana.

"É principalmente graças às suas bases que a Igreja se está a abrir cada vez mais", disse Sven Lehmann, segundo o DPA.

"O Arcebispo Woelki e o Vaticano, por outro lado, estão anos-luz atrás da realidade social", lamentou Lehmann.

Os fiéis católicos da arquidiocese de Colónia há muito que protestam contra o seu arcebispo profundamente polémico e têm protestado em massa devido a alegações de que o religioso poderia ter encoberto relatos de abusos sexuais por parte do clero.

Dois enviados papais foram enviados a Colónia para investigar possíveis erros cometidos por altos funcionários no tratamento de casos de abusos por parte do clero. O relatório produzido levou o Papa Francisco a dar a Woelki um "intervalo espiritual" de vários meses por cometer grandes erros de comunicação.

Em março de 2022, após o seu regresso da suspensão, o cardeal colocou-se à disposição para renunciar ao cargo, mas até agora Francisco não tomou qualquer atitude.

Os muitos católicos progressistas da Alemanha também estão em desacordo com o Vaticano há muito tempo.

O Vaticano tentou travar o controverso processo de reforma da Igreja alemã, temendo que propostas relativas aos homossexuais, às mulheres e à moral sexual pudessem dividir a Igreja.

Ontem, mesmo em frente às centenas de fiéis que celebravam as bênçãos dos casais do mesmo sexo, havia também cerca de uma dúzia de católicos que se manifestaram contra o serviço religioso ao ar livre, informou a DPA.

Leia Também: Alemanha acolhe conferência internacional sobre reconstrução ucraniana

Recomendados para si

;
Campo obrigatório