Meteorologia

  • 15 ABRIL 2024
Tempo
22º
MIN 13º MÁX 24º

Tropas russas? Reino Unido relata casos de "indisciplina" e "baixa moral"

Os serviços de inteligência britânica deram conta de que a Rússia tem continuado "a priorizar" a sua operação sobre a cidade de Avdiivka, na região de Donetsk.

Tropas russas? Reino Unido relata casos de "indisciplina" e "baixa moral"
Notícias ao Minuto

10:02 - 28/03/23 por Notícias ao Minuto

Mundo Guerra na Ucrânia

O Ministério da Defesa do Reino Unido, citando o mais recente relatório dos seus serviços de inteligência, está a dar conta de que o 10.º Regimento de Tanques da Rússia terá perdido "uma grande quantidade dos seus tanques enquanto tentava cercar (a cidade de) Avdiivka", na região de Donetsk.

A mesma fonte esclarece, ainda, que nos últimos dias a Rússia tem continuado "a priorizar" essa mesma operação sobre a cidade no leste da Ucrânia. "No entanto, as forças russas fizeram apenas progressos mínimos à custa de perdas pesadas de veículos blindados", revela a mesma atualização.

As elevadas perdas sofridas pelo 10.º Regimento de Tanques da Rússia ter-se-ão devido, "na sua maioria, a ataques frontais com falhas táticas, semelhantes às de outros recentes ataques falhados com recurso a blindados russos, tais como os registados em redor da cidade de Vuhledar", segundo a inteligência britânica.

A mesma fonte acrescentou, também, que têm surgido já vários relatos que dão conta de que o 3.º Corpo do Exército da Rússia "tem sido particularmente afetado por problemas de indisciplina e de baixa moral". E elaborou: "Apesar de um alegado período de treino na Bielorrússia, a formação parece ainda apresentar uma eficácia de combate limitada".

Desde o início da guerra, que se iniciou a 24 de fevereiro do ano passado, os países da NATO e da União Europeia apressaram-se a disponibilizar apoio financeiro, militar e humanitário para ajudar a Ucrânia a fazer face à invasão da Rússia. O país invasor, por outro lado, foi alvo de pacotes de sanções consecutivos (e concertados) aplicados pelos parceiros de Kyiv.

Até agora, mais de 8 mil civis já morreram, ao passo que mais de 13 mil ficaram feridos na sequência dos combates no terreno, segundo os cálculos da Organização das Nações Unidas (ONU).

Leia Também: AO MINUTO: Novo ataque russo; Moscovo testa mísseis no mar do Japão

Recomendados para si

;
Campo obrigatório