Meteorologia

  • 15 JULHO 2024
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 26º

Chefe da autoridade tributária de Kyiv acusada de fraude milionária

Em pleno ambiente de 'caça' à corrupção motivada pelas promessas de transparência de Volodymyr Zelensky, a líder da autoridade tributária de Kyiv foi acusada de fraude, após as autoridades terem percebido que o estilo de vida da mulher não coincidia com as suas declarações fiscais.

Chefe da autoridade tributária de Kyiv acusada de fraude milionária
Notícias ao Minuto

18:39 - 01/02/23 por José Miguel Pires

Mundo Ucrânia

A mulher que lidera a autoridade tributária de Kyiv foi acusada de fraude, envolvendo vários milhões de euros, após buscas à sua residência nesta quarta-feira.

O Bureau de Investigação do Estado (SBI, na sigla em inglês) ucraniano disse, em comunicado, citado pelo The Guardian, que a mulher, cujo nome não foi revelado, abusou do seu "poder e posição oficial", bem como outros membros desta autoridade.

Segundo as informações citadas pelo diário britânico, o estilo de vida da mulher não "encaixava" com as suas declarações de rendimentos, revelando as autoridades que a mesma é dona de três apartamentos na capital ucraniana, com um valor total de 1 milhão de dólares (cerca de 900 mil euros). A este património acresce ainda uma casa perto de Kyiv, avaliada em cerca de 183 mil euros, e dois carros que, no total, valem cerca de 138 mil euros.

O SBI diz ainda que o seu condutor, que declarou, nos últimos anos, rendimentos anuais de cerca de 7.300 euros, tem um carro em seu nome que está avaliado em cerca de 92 mil euros.

Vários funcionários demitiram-se na semana passada por alegações de corrupção, cumprindo Zelensky a sua promessa de acabar com as práticas corruptas alegadamente praticadas antes da guerra na Ucrânia.

Vasyl Lozinsky, ministro da Infraestrutura, foi dispensado do cargo, por exemplo, após ter sido acusado de inflacionar o preço de equipamentos de inverno, incluindo geradores, resultando no alegado desvio de cerca de 370 mil euros. Está, atualmente, em prisão domiciliária.

Nesta quarta-feira, as autoridades ucranianas realizaram buscas na residência do milionário ucraniano Ihor Kolomosky, sancionado pelos Estados Unidos em 2021, acusado de evadir pagamentos alfandegários num sistema que envolve o setor petrolífero.

Também o antigo ministro da Administração Interna, Arsen Avakov, que se demitiu em 2021, viu a sua residência ser alvo de buscas, relacionadas com o acidente de helicóptero em Brovary, a 18 de janeiro, que vitimou o seu sucessor no Governo.

Leia Também: Autoridades ucranianas fazem buscas em casa de oligarca e de ex-ministro

Recomendados para si

;
Campo obrigatório