Meteorologia

  • 29 JANEIRO 2023
Tempo
10º
MIN 4º MÁX 12º

Chefe da polícia demite-se após mostrar distintivo para 'escapar' a multa

A responsável estava em licença administrativa antes de a sua demissão ser solicitada.

Notícias ao Minuto

23:58 - 05/12/22 por Notícias ao Minuto

Mundo EUA

A chefe da polícia de Tampa, no estado norte-americano da Flórida, apresentou a sua demissão esta segunda-feira, depois de ter sido filmada a mostrar o seu distintivo para ‘escapar’ a uma multa.

Mary O’Connor demitiu-se na sequência de uma investigação interna sobre a sua conduta, segundo disse a autarca Jane Castor, em comunicado.

“É inaceitável que qualquer funcionário público, e principalmente a líder da polícia a cidade, peça tratamento especial por causa do seu cargo. A confiança do público no Departamento da Polícia de Tampa é crucial para o nosso sucesso enquanto cidade e comunidade”, escreveu Castor, lamentando o desfecho do caso, uma vez que tinha “dado uma segunda oportunidade a O’Connor”, que será substituída por Lee Bercaw.

A responsável estava em licença administrativa antes de a sua demissão ser solicitada, depois de, a 12 de novembro, ter sido filmada a mostrar o seu distintivo numa operação de trânsito, para ‘escapar’ a uma multa, tal como poderá ver no vídeo acima.

O’Connor seguia com o marido num carrinho de golfe sem matrícula, tendo dito ao agente do Gabinete do Xerife do Condado de Pinellas que esperava que “os deixasse ir desta vez”. Além de mostrar o distintivo, deu-lhe também um cartão.

“Se precisar de alguma coisa, ligue-me. A sério”, disse.

Na quinta-feira, O’Connor lamentou o “erro de julgamento” que cometeu ao “conduzir um carrinho de golfe numa via pública sem matrícula”.

“Esta foi a primeira vez que saímos da comunidade amigável aos carrinhos de golfe, na qual possuímos propriedade com este veículo, levando à necessidade de uma matrícula”, complementou.

“Em retrospetiva, percebo que o meu comportamento possa ter sido visto como inapropriado, mas certamente que não era a minha intenção. Eu sabia que a conversa estava a ser gravada e a minha intenção não era colocar o agente numa posição desconfortável. Liguei pessoalmente para o xerife do condado de Pinellas e ofereci-me para pagar qualquer multa”, rematou.

Leia Também: EUA. 'Serial killer' confessa morte de mais uma mulher, 54 anos depois

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório