Meteorologia

  • 09 DEZEMBRO 2022
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 18º

Nicarágua ilegaliza mais 100 ONG e total excede as três mil desde 2018

O Governo da Nicarágua cancelou na quarta-feira o registo jurídico de mais cem organizações não-governamentais (ONG), o que eleva para 3.026 o total destas entidades dissolvidas desde os protestos de abril de 2018.

Nicarágua ilegaliza mais 100 ONG e total excede as três mil desde 2018

A ilegalização destas ONG foi divulgada no diário oficial, La Gaceta.

Daquele total, 2.902 foram ilegalizadas desde março último, segundo um documento de 18 organizações, que denunciaram recentemente a situação à Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) e apontaram "a situação extrema em relação com a sistemática violação da liberdade de associação e o direito a defender os direitos humanos na Nicarágua".

Deputados sandinistas, como Filiberto Rodríguez, já disseram que as ONG em causa utilizavam recursos dos donativos que recebiam para procurar derrubar Daniel Ortega nas manifestações que começaram em abril de 2018.

Neste mês, milhares de nicaraguenses protestaram nas ruas contra umas polémicas reformas na segurança social, que, de imediato, se converteram na exigência de renúncia de Ortega, a que este respondeu com repressão.

A CIDH quantificou o número de mortos resultante em pelo menos 335, associações locais apontaram para 684, com o governo a admitir 200.

A Nicarágua atravessa uma crise política e social desde abril de 2018, que se acentuou depois das eleições de 07 de novembro de 2021, nas quais Ortega foi reeleito para um quinto mandato, o quarto consecutivo e o segundo com a esposa, Rosario Murillo, como vice-presidente, com os seus principais adversários na prisão ou no exílio.

Leia Também: Nicarágua e Rússia assinam acordo sobre TIC

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório