Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2022
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 16º

Brittney Griner apresenta recurso contra pena de nove anos

Os Estados Unidos consideram que a atleta foi "indevidamente detida".

Brittney Griner apresenta recurso contra pena de nove anos
Notícias ao Minuto

14:46 - 15/08/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Rússia

A basquetebolista norte-americana Brittney Griner, que foi detida na Rússia com acusações de posse ilegal de drogas, vai recorrer da decisão dos tribunais russos que, a 4 de agosto, a sentenciaram a nove anos de prisão.

Citada pelo The Guardian, a advogada Maria Blagovina, disse esta segunda-feira que foi apresentado o recurso, mas não especificou detalhes. Outro advogado, Alexander Boykov, do centro legal de Moscovo, contou à agência Reuters que o recurso tem por base alegadas violações durante a investigação pelas autoridades russas.

A defesa de Griner também argumenta que os casos da atleta foram-lhe apresentados sem estarem traduzidos, tornando a tarefa da defesa mais difícil e desvalorizando os direitos da norte-americana como cidadã.

Os dois advogados também apontaram para os nove anos, considerando a sentença demasiado alta comparativamente com as penas normalmente aplicadas pelo crime de posse de canábis, que na Rússia se fica pelos cinco anos e com um terço dos condenados a ter direito a liberdade condiciona

Brittney Griner, poste das Phoenix Mercury, estava na Rússia durante a pré-época da liga de basquetebol feminino WNBA, quando foi detida num aeroporto russo com um vaporizador, que continha óleo de canábis, uma droga que se mantém completamente proibida em território russo. As autoridades norte-americanas e a família acusam o Kremlin de usar a detenção de Griner, que foi presa à margem da guerra na Ucrânia, como uma jogada política.

Nos últimos, o Kremlin aceitou uma eventual negociação com a diplomacia norte-americana para fazer uma troca de prisioneiros entre os dois países, e os Estados Unidos confirmaram que iria considerar, mas apenas quando todas as ferramentas jurídicas à disposição da equipa de Brittney Griner fossem esgotadas.

O Secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, confirmou publicamente que os Estados Unidos estavam a negociar uma "proposta substancial" para trocar prisioneiros com a Rússia, numa troca que incluiria Paul Whelan, um norte-americano que está a cumprir uma sentença de 16 anos por espionagem numa prisão russa. A Associated Press avançou que, em troca, os EUA entregariam Viktor Bout, um negociante de armas russo que está a cumprir 25 anos.

Leia Também: Biden "esperançoso" com caso da basquetebolista Brittney Griner

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório