Meteorologia

  • 28 JUNHO 2022
Tempo
27º
MIN 15º MÁX 27º

Merz inicia 'segunda vida' política para recuperar a "essência" da CDU

Friedrich Merz chega à liderança da União Democrata-Cristã (CDU) com a missão de recuperar a "essência" do partido, cujos militantes o elegeram ao fim de anos de espera na 'sombra' da rival Angela Merkel, e de várias derrotas.

Merz inicia 'segunda vida' política para recuperar a "essência" da CDU
Notícias ao Minuto

07:21 - 21/01/22 por Lusa

Mundo Alemanha

O advogado de profissão, de 66 anos, foi em dezembro de 2021 escolhido pelos militantes da CDU, numa votação inédita, como novo líder daquele que é atualmente o maior partido da oposição na Alemanha. Agora, tudo aponta para a confirmação do novo cargo no congresso que irá decorrer no sábado.

Apoiantes ou opositores podem estar de acordo numa característica do rival eterno de Angela Merkel - a paciência. Depois de em 2002 ter deixado a liderança do grupo parlamento da CDU, e de em 2009 ter abandonado por completo o Bundestag, Merz regressa agora ao partido numa altura delicada.

Friedrich Merz foi membro do parlamento europeu de 1989 a 1994. No parlamento alemão entrou em 1994, onde permaneceu 15 anos. Chegou a ser considerado uma das grandes promessas da CDU nos anos 90. Merkel poria fim, ou talvez só uma longa pausa, ao seu percurso, ocupando aquele que em 2002 era o 'seu' lugar na liderança do partido.

Foi fazendo outro caminho, longe dos holofotes partidários, mas nem por isso modesto. Trabalhou no seu próprio escritório de advogados, foi consultor em várias empresas, e presidente do conselho de supervisão da BlackRock, a maior gestora de fundos do mundo, para a Alemanha.

Liberal na economia, conservador nos aspetos sociais, Merz não se manteve muito longe da vista, nem do coração. Grande crítico das políticas de imigração da antiga chanceler, foi inclusive convidado para participar em comícios políticos.

A reaproximação começou em 2018, quando Merkel tornou público o seu desejo de abandonar a liderança do partido, afastando também uma recandidatura às eleições de setembro de 2021.

Falhou por pouco a primeira tentativa, em dezembro de 2018, no congresso de Hamburgo. Perdeu a liderança, na segunda volta, contra Annegret Kramp-Karrenbauer, apelidada de "mini-Merkel".

Em 2021, o legado Merkel voltaria a derrotar Merz. Na segunda tentativa de chegar ao topo da CDU, perdeu frente a Armin Laschet, que, menos de um ano depois, abdicaria do lugar.

À terceira, Friedrich Merz chega ao poder com 62% dos votos dos militantes, derrotando o especialista em política externa Nobert Röttgen, e o ex-assessor de Merkel Helger Braun, prometendo recuperar a "essência" do partido.

Leia Também: Friedrich Merz escolhido líder da CDU alemã pelos membros do partido

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório