Meteorologia

  • 16 JANEIRO 2022
Tempo
11º
MIN 7º MÁX 16º

Edição

Pesticidas encontrados em até um terço de águas superficiais na Europa

Até um terço das águas de superfície europeias apresentaram nos últimos anos níveis excessivos de pesticidas, segundo um novo indicador divulgado hoje pela Agência Europeia do Ambiente, que mediu a presença destes produtos entre 2013 e 2019.

Pesticidas encontrados em até um terço de águas superficiais na Europa
Notícias ao Minuto

12:59 - 09/12/21 por Lusa

Mundo Ambiente

"Um ou mais pesticidas foram detetados acima do limite a partir do qual produzem efeitos em 13 a 30 por cento de todos os locais de monitorização de águas superficiais", refere a agência, apontando "excesso de um ou mais pesticidas em 03 a 07% dos locais de monitorização".

Apesar destes resultados, salienta que não é possível deduzir uma tendência na presença destes produtos químicos nas águas europeias, indicando que "as perdas decorrentes da aplicação de pesticidas podem variar consideravelmente de ano para ano, dependendo, por exemplo, do tipo de cultura e da meteorologia".

Além disso, alterações nos regulamentos sobre uso de pesticidas "influenciam a utilização e a presença nas águas, o que também pode causar dificuldades na interpretação de tendências ao longo do tempo".

A agência prevê que "uma tendência se evidencie nos próximos anos".

No que respeita a Portugal, os dados apontam a presença de pesticidas acima do nível em 33% dos locais de monitorização em grandes rios, em 15% dos locais de monitorização em rios médios, em 12% dos locais de monitorização de águas superficiais e em 05% dos postos que monitorizam águas subterrâneas.

Olhando para o conjunto da Europa, foram detetados pesticidas na água em 9.237 locais com águas superficiais e 13.544 com águas subterrâneas, com grandes diferenças entre países: Hungria, Islândia, Luxemburgo e Suíça apresentaram níveis acima do limite em 10 locais com águas superficiais, enquanto em França, Itália, Polónia e Espanha foram encontrados em mais de 1000 locais.

Quanto às águas subterrâneas, há variações como os 39 locais detetados na Lituânia e os mais de mil na Áustria, França, Alemanha e Espanha e mais de 3.000 em Itália.

O número de pesticidas detetados em águas superficiais variou entre menos de 10 em países como a Dinamarca, Hungria, Islândia Luxemburgo, Noruega e Suíça e mais de 100 na República Checa, França, Alemanha e Itália.

Nas subterrâneas, o número mais baixo de pesticidas diferentes foi identificado na Áustria (seis) e o maior em França (215).

Os pesticidas encontrados com mais frequência são inseticidas e herbicidas, cujo uso foi aprovado para proteção de plantas durante os períodos de monitorização.

Um dos produtos, a atrazina, continua a ser encontrado em águas subterrâneas apesar de o seu uso ter sido limitado em 2007, o que se explica pela sua capacidade de persistir no meio ambiente.

No Pacto Verde europeu estabelece-se a meta de reduzir em 50% o uso e riscos de pesticidas químicos até 2030.

Leia Também: Emissões dispararam na avenida da Liberdade em Lisboa desde outubro

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório