Meteorologia

  • 03 JULHO 2022
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 30º

Croácia assinala 30.º aniversário da queda de Vukovar

Milhares de pessoas assinalaram hoje o 30.º aniversário da queda de Vukovar, leste da Croácia, conquistada pelo exército jugoslavo com predomínio sérvio durante as guerras balcânicas (1991-1995), e que Zagreb elegeu como símbolo da resistência e da unidade nacional.

Croácia assinala 30.º aniversário da queda de Vukovar
Notícias ao Minuto

17:24 - 18/11/21 por Lusa

Mundo Massacre

Responsáveis oficiais lideraram o tradicional desfile através da cidade atravessada pelo rio Danúbio, perto da fronteira com a Sérvia.

Os participantes transportavam bandeiras croatas e percorreram em silêncio diversas artérias. Outros deslocaram-se ao cemitério para prestar homenagem às vítimas do cerco de 87 dias a Vukovar.

Mais de 10.000 pessoas foram mortas na guerra da Croácia, iniciada em junho de 1991 após a declaração unilateral de independência desta ex-república da federação jugoslava e que motivou uma rebelião da minoria sérvia local (então cerca de 13% da população), que se apoderou de diversas regiões onde na generalidade eram maioritários e proclamou a sua república autónoma.

As tropas do exército jugoslavo bombardearam sistematicamente a cidade, reduzindo a escombros diversas áreas.

As autoridades croatas sempre encararam a cidade de Vukovar como um símbolo do que descrevem como a "agressão sérvia" contra o país.

Centenas de pessoas também foram mortas após a queda da cidade em novembro de 1991, e os seus corpos enterrados em valas comuns.

O extinto Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia (TPIJ) condenou a pesadas penas de prisão dois antigos oficiais do exército jugoslavo e um antigo oficial dos sérvios da Croácia por envolvimento nestas mortes.

Hoje, o primeiro-ministro conservador croata, Andrej Plenkovic, disse que ainda permanecem desaparecidas 1.800 pessoas e tem procurado obter informações da Sérvia.

Três décadas após o início do conflito, as relações entre os dois vizinhos balcânicos permanecem tensas.

A guerra terminou no verão de 1995 após uma ampla ofensiva do exército croata com apoio tácito da NATO (Operação Tempestade) e que retomou todos os territórios controlados pelos sérvios locais.

Dezenas de milhares de sérvios foram expulsos dos seus territórios ancestrais, também com um balanço de centenas de mortos. A larga maioria da população sérvia da Croácia, que se refugiou na vizinha Sérvia ou na entidade sérvia da Bósnia-Herzegovina, optou por não regressar às suas antigas regiões.

Leia Também: Tribunal europeu condena Croácia após morte de criança afegã

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório