Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2021
Tempo
16º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

AO MINUTO: Portugal com 'risco moderado' nas viagens. Internados a descer

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no resto do mundo.

AO MINUTO: Portugal com 'risco moderado' nas viagens. Internados a descer

Os especialistas e políticos voltam hoje a juntar-se na sede de Infarmed para acompanhar a evolução da situação epidemiológica da Covid-19 em Portugal, num contexto que o Presidente da República classifica como a "melhor situação" em "ano e meio".

Marcelo Rebelo de Sousa antecipou um possível novo alívio das restrições, tendo declarado que "desta vez já se vai discutir abertura ampla". "Parece outro mundo", disse.

Quanto ao uso de máscara, o secretário de Estado Adjunto e da Saúde destacou que é "importante que tenhamos cautela", lembrando outras doenças, incluindo a gripe, que estão a chegar.

Consulte os mapas da evolução da pandemia do novo coronavírus em Portugal e no Mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19:

15h25 - Encerrámos este registo informativo. Obrigado por ter ficado connosco. Pode continuar a acompanhar as últimas notícias aqui.

14h51 - Escócia reporta mais 26 mortes. O país não divulgou, ainda, o número de novos casos.

14h18 - Portugal continental deixa de estar no vermelho nas viagens na UE. As regiões de Portugal continental melhoraram hoje para 'risco moderado' nos mapas do Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), sobre decisões sobre viagens na União Europeia (UE), categoria para a qual passaram também os Açores.

14h10 - Portugal regista mais seis mortes e 1.062 novos casos. Portugal registou, nas últimas 24 horas, mais seis mortes e 1.062 novos casos relacionados com a Covid-19. No total, desde o início da pandemia, o nosso país já contabilizou 17.888 óbitos e 1.059.409 infeções confirmadas. 

Os internamentos seguem em queda e, de momento, há 497 pessoas em hospitais nacionais devido à Covid-19 (menos 30 em relação ao último relatório), descendo este valor abaixo dos 500 pela primeira vez desde o final de junho (492 a 29 de junho). Destas, 103 estão em Unidades de Cuidados Intensivos, menos 16 do que ontem.

14h05 - Aumento de apoios a quem fica em casa com crianças chegou ao fim, diz TC. O Tribunal Constitucional (TC) considerou inconstitucionais duas normas que aumentaram os apoios financeiros aos trabalhadores que ficaram em casa com crianças menores de 12 anos, durante o encerramento das escolas provocado pela pandemia.

14h01 - Polónia enfrenta aumento de infeções e possível greve no setor da saúde. A média diária de infeções por Covid-19 na Polónia aumentou 41% em relação à semana passada, indicaram hoje as autoridades, que alertam para uma iminente "quarta vaga" da doença, quando o setor da saúde ameaça com greves.

13h56 - UE já desembolou 34 mil milhões em ajudas a 130 países no combate à pandemia. A União Europeia (UE) já desembolsou 34 mil milhões de euros em ajudas a mais de 130 países parceiros e de baixo rendimento para combate à pandemia de Covid-19, esperando ainda alocar pelo menos mais 12 mil milhões.

13h53 - Madeira admite aligeirar medidas depois da Festa da Flor. A Madeira vai ponderar aligeirar as medidas restritivas de combate à Covid-19 apenas depois da Festa da Flor, que decorre entre 1 e 24 de outubro, em conjugação com a Festa do Vinho, afirmou Miguel Albuquerque.   

13h39 - Rio espera alívio substancial das medidas sem "libertação completa". O presidente do PSD disse hoje esperar da reunião do Infarmed uma decisão de "aliviar substancialmente as medidas" restritivas impostas devido à pandemia de covid-19, mas não "uma libertação completa". "Para ser sincero, não conto com nenhuma novidade, acho que temos todos a noção que atingimos um patamar na pandemia em que podemos fazer, não a libertação completa, mas aliviar substancialmente as medidas", afirmou, em Portalegre.

13h15 - De 89% para 48%. Baixa "abrupta" de anticorpos em idosos vacinados. Passados quatro meses após duas doses de vacina contra a Covid-19, há uma "diminuição abrupta" dos anticorpos em pessoas com idade igual ou superior a 70 anos. Esta é uma das conclusões de uma investigação do Centro Académico de Investigação e Formação Biomédica do Algarve e da Fundação Champalimaud, hoje apresentado.

13h02 - Pandemia já matou pelo menos 4.656.833 pessoas. A pandemia de Covid-19 matou, até hoje, pelo menos 4.656.833 pessoas no mundo desde o final de dezembro de 2019, segundo um levantamento realizado pela agência de notícias francesa AFP. Mais de 226.310.920 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados desde o início da pandemia.

12h45 - Suécia vai vacinar crianças entre os 12 e os 15 anos no outono. O primeiro-ministro da Suécia, Stefan Lofven, anunciou esta quinta-feira que o país vai vacinar as crianças com idades compreendidas entre os 12 e os 15 anos este outono. "Diminui o risco de doença grave e o risco de faltar à escola", disse, em conferência de imprensa. De acordo com o Guardian, mais de 80% dos suecos com 16 ou mais anos de idade - o grupo elegível para ser imunizado - já têm pelo menos uma dose da vacina e quase 75% estão com o processo vacinal completo.

12h15 - Que mudanças poderão ser anunciadas após a reunião no Infarmed? O plano para o levantamento gradual das medidas de combate à pandemia enumera os seguintes pontos para a fase 3, com mais de 85% da população vacinada:

  • Restaurantes, cafés e pastelarias sem limite máximo de pessoas por grupo, quer no interior quer em esplanadas;
  • Estabelecimentos e equipamentos sem limites de lotação;
  • Espetáculos culturais sem limites de lotação;
  • Eventos (nomeadamente casamentos e batizados) deixam de ter limites de lotação;
  • Bares e discotecas reabrem atividade habitual mediante apresentação de Certificado Digital Covid-19 da União Europeia ou de um teste com resultado negativo.

12h11 - Macau dá Portugal como exemplo e apela à vacinação. Macau deu hoje Portugal como exemplo no esforço de vacinação contra a Covid-19 e avisou que só se vai avançar para o alívio das restrições se a taxa de vacinação aumentar significativamente.

11h20 - África com mais 161 mortes e 14.519 novos casos nas últimas 24 horas. O continente africano registou nas últimas 24 horas mais 161 mortes associadas à covid-19 e 14.519 novos casos de infeção pela doença, segundo dados do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC).

11h01 - Dose de reforço? Moderna admite que proteção da vacina diminui. Novos dados do amplo ensaio clínico realizado pela Moderna Inc (MRNA.O) sobre a vacina contra a Covid-19, revelam que a proteção oferecida pelo imunizante diminui ao longo do tempo, apoiando o caso da toma de doses de reforço, disse a farmacêutica num comunicado de imprensa.

10h53 - Alunos portugueses tiveram mais aulas online do que média na OCDE. Os alunos do ensino secundário em Portugal tiveram mais aulas à distância devido à pandemia de Covid-19 do que a média dos estudantes da OCDE, com as escolas encerradas 92 dias. Excluindo feriados e fins de semana, as escolas secundárias em Portugal estiveram durante 92 dias de portas fechadas desde o início do ano passado, revela o relatório 'Education at a Glance 2021', da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), que na edição deste ano analisa o impacto da covid-19 na educação dos 37 países da OCDE. 

10h48 - França suspende três mil profissionais de saúde que não se vacinaram. Os três mil de profissionais de saúde franceses que não se vacinaram dentro do prazo definido pelas autoridades foram suspensos sem direito a salário, indicou esta quinta-feira o ministro da Saúde de França. O ministro francês acrescentou, ainda, que "várias dezenas" optaram por entregar cartas de demissão ao invés de tomar a vacina.

9h37 - China diz ter vacinado 91% dos adolescentes. O Governo chinês disse hoje ter vacinado contra o novo coronavírus 91% dos alunos entre os 12 e 17 anos e 95% dos alunos com mais de 18 anos, assim como professores e funcionários nas escolas.

8h48 - Vladimir Putin em isolamento por "uns dias" após surto na sua comitiva. O presidente russo disse esta quinta-feira que terá que passar "uns dias" em autoisolamento depois de dezenas de pessoas da sua comitiva terem ficado infetadas com o vírus SARS-CoV-2, de acordo com o reportado pela agência TASS. "Não é só uma ou duas pessoas, são dezenas de pessoas", disse. "Agora tenho que me autoisolar por uns dias", acrescentou.

7h57 - Alemanha reporta 12.925 novos casos de infeção e 68 óbitos no último dia. A Alemanha notifica, esta quinta-feira, mais 12.925 novos casos de contágio, um número ligeiramente superior ao reportado no dia anterior (12.455), elevando o número total acumulado para 4.114.856. Foram reportados mais 68 óbitos associados à doença causada pelo vírus SARS-CoV-2, uma descida em relação à véspera (83).

7h23 - Especialistas e políticos voltam hoje ao Infarmed para analisar pandemia. Políticos e especialistas reúnem-se hoje para analisar a evolução da pandemia, um encontro que vai decorrer no Infarmed, numa altura em que Portugal está próximo de atingir a meta de 85% da população vacinada contra a Covid-19.

Na reunião, marcada para as 15h e ainda em formato semi-presencial, participam o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, e o primeiro-ministro, António Costa.

7h22 - China deteta 49 novos casos locais, quase todos na província de Fujian. A China anunciou hoje ter identificado 80 novos casos de Covid-19, dos quais 49 por contágio local, quase todos diagnosticados na província de Fujian, no sudeste do país.

7h20 - Bom dia! Estamos a iniciar um novo acompanhamento, esta quinta-feira. Clique aqui para conferir as atualizações de quarta-feira, relativamente à pandemia do novo coronavírus.

Leia Também: AO MINUTO: "Desta vez vai discutir-se ampla abertura. Parece outro mundo"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório