Meteorologia

  • 19 OUTUBRO 2021
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

Portugal reafirma compromisso de continuar a apoiar Timor-Leste

Portugal reafirmou esta semana o compromisso de continuar a apoiar Timor-Leste, adaptando os programas de cooperação em curso, especialmente no setor educativo, e também na resposta à pandemia da Covid-19, disse hoje o embaixador português.

Portugal reafirma compromisso de continuar a apoiar Timor-Leste
Notícias ao Minuto

06:58 - 30/07/21 por Lusa

Mundo Machado Vieira

"Não posso deixar de reiterar o compromisso da Cooperação Portuguesa em continuar a apoiar o Governo de Timor-Leste, nos diversos desafios que vem enfrentando, bem como a implementar os projetos em curso, resultantes da vontade, interesse e investimento, financeiro e em recursos humanos, das competentes autoridades dos dois países", afirmou José Pedro Machado Vieira.

O diplomata, que participa na reunião alargada dos Parceiros de Desenvolvimento de Timor-Leste, esteve já reunido bilateralmente com vários membros do Governo e outros responsáveis.

Machado Vieira saudou o compromisso do Governo em reforçar a relação com os parceiros de desenvolvimento "num espírito de apropriação e liderança nacional da cooperação para o desenvolvimento".

O diplomata felicitou as autoridades, em particular, pelos "excelentes resultados na prevenção e controle da pandemia da covid-19" e na resposta aos efeitos do ciclone tropical Seroja, em Díli e em vários municípios.

Nos dois casos, Portugal, como outros parceiros internacionais, "procurou estar presente, na assistência e no apoio às competentes autoridades timorenses, quer diretamente, pela reafetação de fundos, quer através da adaptação dos projetos em desenvolvimento às circunstâncias", lembrou.

No primeiro semestre de 2021, à semelhança do ano passado, Portugal deu continuidade ao programa bilateral de cooperação 2019-2023, que representa investimentos anuais de cerca de 14,5 milhões de euros.

Além do apoio canalizado em termos regionais e globais, e no caso concreto de Timor-Leste, Portugal participou com um contributo de 140 mil euros no âmbito do Strategic Preparedness and Response Plan, de resposta à pandemia da covid-19.

O Governo português contribuiu com 50 mil euros para o Fundo da ONU para a População em Timor-Leste e para o Fundo Temático de Saúde Materno-Infantil, de apoio à resposta à pandemia nesta área, "permitindo a aquisição de material para equipar a sala de partos e maternidade de isolamento para grávidas, bem como a formação de equipas de saúde nos 13 municípios do país".

Foi ainda redistribuído e flexibilizado o financiamento do Fundo Global Sida, no valor de 525 mil dólares (cerca de 442 mil euros), para a aquisição de equipamentos para efetuar testes rápidos à covid-19 e despesas com a recolha e transporte de amostras".

Além do apoio à vacinação, com o primeiro carregamento de 12 mil vacinas oferecidas por Portugal a chegar este mês a Díli, foi feita uma contribuição extraordinária de 150 mil euros para o Programa Alimentar Mundial, para manter a realização de voos humanitários para Díli, e um contributo de 75 mil euros para o Fundo da ONU para a Infância no país, para aquisição de equipamento de proteção individual e concentradores de oxigénio.

Ainda este ano, Portugal juntou-se no apoio às populações afetadas pelas cheias de abril, que destruíram infraestruturas públicas e privadas e causaram mais de 40 mortos.

A Cooperação Portuguesa entregou bens de primeira necessidade aos deslocados, apoiou programas de alimentação de emergência e de fornecimento de água, tendo reservado 125 mil euros para apoiar intervenções adicionais urgentes.

Globalmente, o programa de cooperação de Portugal com Timor-Leste para o período 2019-2023 ascende a cerca de 71 milhões de euros, consolidando o país como um dos principais beneficiários da Ajuda Pública ao Desenvolvimento (APD) portuguesa.

A Educação mantém-se a principal área de intervenção da Cooperação Portuguesa em Timor-Leste, com aproximadamente 80% da APD destinada ao país.

"Este valor demonstra bem a importância atribuída por Portugal e Timor-Leste a uma área estruturante para o desenvolvimento do país, quer na educação de base, quer no investimento na capacitação de recursos humanos, ao nível académico ou profissional", frisou o diplomata.

Entre as iniciativas em curso destacam-se as escolas CAFE, o projeto de formação de docentes PRO-Português, a iniciativa FOCO.UNTL, a nível universitário, e o apoio à Escola Portuguesa de Díli - Centro de Ensino e Língua Portuguesa - Ruy Cinatti, principal referência escolar no país.

Portugal apoia também iniciativas no setor agrícola, entre as quais o projeto Quinta Portugal, e uma reforçada cooperação no setor da Justiça, "desde o início das relações bilaterais e tem assumido uma importância estratégica central neste contexto". 

O apoio português abrange ainda Segurança Social, Defesa, com um programa-quadro que termina este ano e deverá ser renovado, e iniciativas na vertente de cooperação delegada da União Europeia.

Leia Também: Covid-19: Quatro pessoas com variante Delta entraram em Timor-Leste

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório