Meteorologia

  • 19 JUNHO 2021
Tempo
20º
MIN 14º MÁX 21º

Edição

AO MINUTO: Internados descem; "Poderemos estar melhor se não relaxarmos"

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no mundo.

AO MINUTO: Internados descem; "Poderemos estar melhor se não relaxarmos"

Portugal registou, nas últimas horas, dois mortos e 386 novos casos de Covid-19. De referir que na última atualização, feita ontem pela DGS, o índice de transmissibilidade (Rt) subiu para 1, a nível nacional, aproximando-se da 'linha vermelha' traçada pelo Governo e pelas autoridades de saúde. 

No entanto, o processo de vacinação continua a acelerar o ritmo, sendo que, até ao momento, já foram administradas em Portugal quase 4.5 milhões de vacinas contra a Covid-19, com mais de 1.3 pessoas totalmente imunizadas no país. 

Ainda sobre a situação epidemiológica por cá, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, confirmou também durante o dia de ontem que os indicadores da pandemia em Portugal permanecem "muito estáveis" e que a última grande abertura no plano de desconfinamento não teve impacto nos hospitais.

Lá fora, a situação na Índia continua a preocupar. Esta terça-feira o país voltou a bater o recorde de número de mortes contabilizadas, com 4.329 óbitos registados em 24 horas. De acordo com o Ministério da Saúde indiano, também foram reportados mais 263.533 novos casos, de ontem para hoje. 

Pode consultar estes mapas interativos sobre a evolução da pandemia de coronavírus em Portugal e no mundo

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no mundo:

16h00 - Este registo terminou. Continue a acompanhar aqui os principais desenvolvimentos da pandemia, nesta terça-feira, em Portugal e no mundo. E, não se esqueça: se sentir sintomas relacionados com o coronavírus ligue para a Linha SNS24 - 808 24 24 24.

15h31 - Brasil. Senadores denunciam ameaças em comissão que investiga pandemia. Um grupo de senadores que investiga a resposta do Governo brasileiro à pandemia de Covid-19 denunciou hoje que "recebeu várias ameaças" e exigiu uma investigação da Polícia Federal.

15h07 - ONU lamenta que direitos sociais estejam "à margem" da retoma económica. O relator especial da ONU sobre pobreza extrema e direitos humanos disse hoje que os direitos sociais ficaram "à margem do processo de retoma económica" e lamentou que o Pilar Social Europeu seja apenas "um programa político".

"Os direitos sociais, tal como definido nas normas do Conselho, com a Carta dos Direitos Sociais, ou tal como inscrito nos tratados da Organização das Nações Unidas [ONU], foram relativamente marginais neste processo de retoma económica", considerou Olivier De Schutter, que intervinha no último debate da conferência sobre 'O Estado de direito na Europa', organizada pela presidência portuguesa do Conselho da UE, em Coimbra.

14h35 - AHRESP pede vacinação para trabalhadores da restauração e alojamento. A AHRESP - Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal pediu hoje que os trabalhadores da restauração e alojamento turístico sejam prioritários na vacinação contra a Covid-19.

14h16 - México quer concluir vacinação da população em outubro. O presidente mexicano Andres Manuel López Obrador revelou, esta terça-feira, em conferência de imprensa, que o governo quer concluir o processo de vacinação contra a Covid-19 de toda a população no país em outubro deste ano. O presidente acrescentou ainda que em julho as autoridades de saúde mexicanas preveem que a faixa etária dos 40 anos comece a ser vacinada contra o novo vírus. 

14h02 - Portugal com mais dois mortos e 386 novos casos. Acaba de ser revelado o relatório epidemiológico da DGS, relativo às últimas 24 horas, e que dá conta de 386 contágios e mais duas mortes (na região de Lisboa e no arquipélago dos Açores). Destaque também para mais 586 pessoas que recuperaram da doenças nas últimas horas.

Quanto aos internamentos seguem a descer, estando neste momento 233 pessoas hospitalizadas (menos 13 do que ontem), das quais 66 em unidades de Cuidados Intensivos (menos seis).

Com esta atualização, Portugal totaliza, desde o início da pandemia, 842.767 contágios, 17.011 óbitos, e 803.759 recuperados.

14h00 - Açores com mais 34 casos e um óbito, todos em São Miguel. A ilha de São Miguel, nos Açores, regista hoje 34 novos casos de Covid-19, todos "em contexto de transmissão comunitária", e há ainda o registo de um óbito, informa hoje o comunicado da Autoridade de Saúde Regional.

13h49 - Operadores marítimo-turísticos de Lisboa pedem regularização da atividade. O Grupo de Operadores Marítimo Turísticos de Lisboa pediu hoje uma reunião com o Governo para regularizar a atividade, lamentando as quebras de faturação de cerca de 75% a 80%, neste momento, devido à pandemia da Covid-19. 

13h33 - Pandemia já matou quase 3,4 milhões de pessoas no mundo. A pandemia do novo coronavírus matou, até hoje, pelo menos 3.391.849 pessoas no mundo, desde o final de dezembro de 2019, segundo um levantamento realizado pela agência de notícias AFP a partir de fontes oficiais.

13h29 - Provedora de Justiça realça necessidade de equilíbrio face às crises. A Provedora de Justiça, Maria Lúcia Amaral, realçou hoje a necessidade de garantir o equilíbrio entre autoridade, liberdade e segurança durante crises como a pandemia da Covid-19 que assola o país e o mundo.

13h14 - "Nos próximos dias" saberemos se variante indiana afeta o desconfinamento, diz Boris Johnson. O primeiro-ministro Boris Johnson diz que o governo saberá "dentro de alguns dias" se o plano de desconfinamento será afetado pelo surgimento de novos casos da variante com origem na Índia.

Em visita a um centro de vacinação em Londres, esta terça-feira, o primeiro-ministro britânico disse não haver ainda "nada de conclusivo" que sugerisse que o governo deva desviar-se do caminho traçado até 21 de junho. 

12h58 - Regresso dos turistas britânicos dá "extrema esperança" à Madeira. O presidente da Associação Comercial e Industrial do Funchal (ACIF), Jorge Veiga França, disse hoje que a chegada à Madeira de turistas britânicos veio dar um novo alento e "extrema esperança e positivismo" à região.

Notícias ao Minuto Turistas britânicos vindos de Londres chegam à Madeira. © Getty Images

12h41 - Áustria deixará de administrar a vacina da AstraZeneca. A Áustria deixará de usar a vacina da AstraZeneca devido a problemas de entrega e à relutância da população à vacina, após decisões semelhantes tomadas pela Noruega e da Dinamarca.

12h23 - "Poderemos estar melhor se não relaxarmos". Confrontado pelos jornalistas sobre o regresso em massa dos turistas britânicos ao país, o primeiro-ministro considerou que é necessário não descurar nas medidas de segurança de prevenção e combate contra a pandemia.  

"Há a ideia de que o pior já passou. Hoje estamos numa situação muito melhor, mas poderemos estar melhor se não relaxarmos e continuarmos a cumprir essas regras. As fronteiras reabriram, mas com regras que têm de ser cumpridas e estão a  ser cumpridas", sublinhou, em declarações aos jornalistas, a partir da embaixada de Portugal em Paris, onde se encontra para participar na Cimeira para o Financiamento das Economias Africanas. 

12h08 - Pessoas com doenças graves de fígado devem ser incluídas nos grupos prioritários de vacinação. A Sociedade Global de Hepatologia divulgou um parecer, esta terça-feira, no qual recomenda que todos os pacientes com doenças de fígado sejam imunizados contra a Covid-19, por qualquer vacina autorizada.

O organismo apela ainda para que alguns destes doentes sejam considerados prioritários no plano de vacinação de cada país: "Recomendamos que os pacientes com doenças crónicas ou avançadas no fígado sejam incluídos nos grupos prioritários no processo de vacinação", pode ler-se no documento.

11h54 - Tanzânia. Especialistas querem retoma da divulgação de números epidemiológicos. Um comité de especialistas em Covid-19, criado pela nova Presidente da Tanzânia, Samia Suluhu Hassan, recomendou, que seja retomada a divulgação dos números oficiais sobre a propagação da doença no país. A 'task force' recomenda também a vacinação dos trabalhadores da linha de frente e das pessoas vulneráveis.

11h43 - Taxa de vacinação completa em Bragança superior à média nacional. A taxa de vacinação completa contra a Covid-19 no distrito de Bragança é superior à média nacional, com 19,3% da população com duas doses, enquanto no país o valor é de 13,5%, segundo dados oficiais.

11h34 - Singapura aprova uso da vacina da Pfizer para menores entre os 12 e os 15 anos. Singapura autorizou, esta terça-feira, a administração da vacina contra a Covid-19 da Pfizer em menores com idades compreendidas entre os 12 e os 15 anos. 

"Os dados revelam que a vacina da Pfizer apresenta uma elevada eficácia [nesta faixa etária] igual à verificada na população adulta, bem como o seu perfil de segurança", garantiu o Ministério da Saúde do país, em comunicado citado pela Reuters. 

11h25 - Estudo espanhol revela que é seguro dar segunda dose da Pfizer a pessoas que receberam vacina da AstraZeneca. Um estudo realizado pelo Instituto de Salud Carlos III revela que é seguro e eficaz para as pessoas vacinadas com a primeira dose da vacina AstraZeneca receberem a segunda dose da vacina da Pfizer. A investigação, divulgada esta manhã e citadas pelo El País, contou com a participação de 600 voluntários voluntários com menos de 60 anos. De acordo com o instituto, este método de vacinação contra a Covid-19 é "altamente seguro".

11h07 - Variante indiana? Confinamentos locais e atraso no próximo alívio em análise no Reino Unido. A estirpe do novo coronavírus B.1.617.2, mais conhecida como variante indiana, poderá levar o Reino Unido a avançar com confinamentos locais em algumas regiões, bem como a atrasar o arranque da próxima fase do plano de desconfinamento, prevista para 21 de junho. A informação foi adiantada, esta terça-feira, pelo ministro do Ambiente britânico George Eustice, em declarações à Sky News. 

10h36 - "Nunca esquecer as medidas de segurança" nos espaços culturais. No âmbito do Dia Internacional dos Museus, que se assinala esta terça-feira, a DGS recordou que "existem muitos espaços à disposição", mas que nunca devemos "esquecer as medidas de segurança". 

"Faça as visitas culturais sempre de máscara e desinfetante à mão", lembrou a autoridade, numa nota divulgada nas redes sociais. 

10h16 - 422 milhões de vacinas administradas na China. As autoridades chinesas informaram esta terça-feira que já foram administradas mais de 422 milhões de doses de vacina contra a Covid-19, até ao dia de ontem, em todo o país.  

9h58 - Idanha-a-Nova já transportou mais de mil pessoas para vacinação. A Câmara de Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, já transportou gratuitamente mais de mil munícipes de todo o concelho no âmbito do processo de vacinação contra a Covid-19.

"Este apoio resulta do empenho da autarquia na execução do Plano Nacional de Vacinação contra a covid-19, em articulação com o Serviço Nacional de Saúde (SNS)", afirma, em comunicado hoje divulgado, o presidente do município de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto.

9h50 - Médicos debatem em Coimbra a ciência em tempo de pandemia. Coimbra recebe o Congresso Nacional da Ordem dos Médicos, de 31 de maio a 3 de junho, que vai debater o impacto da pandemia da Covid-19 na ciência, na medicina e na sociedade portuguesa.

9h48 - Hospitalizações em Timor-Leste aumentam, com mais 176 infeções. O número de hospitalizações e de casos graves e críticos de pessoas com a Covid-19 continua a crescer em Timor-Leste, com o país a registar no último dia mais 176 infeções, a maior parte na capital timorense, segundo o relatório diário.

9h41 - África com mais 309 mortos e 7.882 infetados. África registou nas últimas 24 horas mais 309 mortes associadas à Covid-19, contabilizando 126.447 óbitos desde o início da pandemia, e 7.882 infetados, de acordo com os mais recentes dados oficiais.

9h32 - Vacinas mRNA induzem respostas contra duas variantes chave. Investigadores da Universidade da Califórnia e do Gladstone Institute of Virology, em São Francisco, descobriram que as vacinas de mRNA da Moderna e da Pfizer-BioNTech induzem fortes respostas de células T contra duas variantes do coronavírus - 'britânica' e 'sul-africana'.

9h24 - Folheto explica a quem chega a Portugal as regras a cumprir. O Ministério da Administração Interna (MAI) informou esta terça-feira que está a ser disponibilizada informação, em português e em inglês, sobre as regras a cumprir no âmbito da pandemia Covid-19, aos passageiros que chegam a Portugal por via aérea

Notícias ao Minuto Folheto em português.© Governo

9h19 - Recuperação na capital vai ser lenta e só deverá ocorrer a partir de 2022. A entidade de turismo de Lisboa não tem grandes expectativas para o turismo na capital no próximo verão, considerando que a recuperação do setor na cidade vai ser lenta e apenas deve surgir a partir de 2022.

9h10 - Médicos de família admitem que recuperados podem passar a grupo de risco. O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) admite que os doentes recuperados de infeção do novo coronavírus com sequelas podem passar a ser um grupo de risco e devem ter um acompanhamento próximo.

9h05 - Regras a cumprir nas praias publicadas em Diário da República. Num momento a época balnear arranca progressivamente no país, foi esta terça-feira publicado em Diário da República o decreto-lei que define as regras a cumprir nas praias, que estão em linha com o que já tinha sido anunciado pelo Governo, na semana passada, após a reunião de Conselho de Ministros. As novas medidas, entram em vigor a partir de manhã nas localidades que já inauguraram a época balnear. 

Assim, segundo o documento, todos os cidadãos que se desloquem às praias devem: 

  • Cumprir as normas e orientações emitidas pela DGS em matéria de etiqueta respiratória;
  • Assegurar o distanciamento físico de segurança entre utentes no acesso e na utilização da praia e no banho no mar ou no rio;
  • Proceder à higienização frequente das mãos;
  • Usar máscara até chegar ao areal sempre que o distanciamento físico recomendado pelas autoridades de saúde se mostre impraticável;
  • Evitar o acesso a zonas identificadas com ocupação elevada ou plena;
  • Cumprir as determinações das autoridades competentes;
  • Depositar os resíduos gerados nos locais destinados a esse efeito.

O incumprimento destas normas pode ser punido com coimas dos 50 aos 100 euros, no caso de pessoas singulares, e de 500 a 1.000, no caso de pessoas coletiva

Tal como no ano passado, as praias também terão limite de ocupação que poderá ser conferido através do site ou da app móvel 'Info praia', que irá disponibilizar "informação atualizada ao longo do dia" sobre o estado de ocupação das praias. 

8h46 - Egipto vai dar prioridade a vacinação de trabalhadores do Turismo. O governo egípcio anunciou que vai começar a dar prioridade à vacinação contra a Covid-19 de trabalhadores ligados ao Turismo, com vista à recuperação do sector. De acordo com AFP, o ministro do Turismo Khaled al-Enani garantiu, ontem, numa conferência de imprensa no Dubai, que, ainda durante este mês, os trabalhadores de "hotéis, restaurantes, resorts e empresas" de Sinai do Sul e do Mar Vermelho vão ser totalmente imunizados, recordando que o turismo é "essencial para a economia" do país. 

De acordo com as autoridades locais, até ao momento, foram administradas cerca de um milhão de vacinas no Egipto, que conta com uma população perto de 100 milhões de pessoas. 

8h35 - Mais de 5.660 suspeitas de reações adversas à vacina em Portugal. Mais de 5.660 suspeitas de reações adversas à vacina contra a Covid-19 foram registadas em Portugal e houve 35 casos de morte comunicados em idosos com várias doenças, mas não está demonstrada a relação causa-efeito, segundo o Infarmed.

8h24 - Unicef apela a doações para ajudar a combater pandemia na Índia. A Unicef lançou uma campanha para ajudar a Índia a travar a pandemia no país. Até ao momento, o órgão das Nações Unidas - que tem como objetivo promover a defesa dos direitos das crianças - tem contribuído com equipamento e materiais necessários para combater a Covid-19, como botijas de oxigénio e testes de despiste. No entanto, o organismo sublinha que é preciso fazer mais:

"A cada minuto duas pessoas morrem de Covid-19, na Índia. Não há tempo a perder. Doe agora para ajudar a salvar uma vida", apelou esta manhã a Unicef, numa publicação divulgada nas redes sociais. Saiba como fazer uma doação aqui.

8h18 - Pfizer e Oxford. 96% dos britânicos desenvolvem anticorpos após uma dose. De acordo com um novo estudo, realizado por uma equipa de investigadores da University College London e citado pelo Guardian, mais de 96,42% dos britânicos desenvolvem anticorpos contra o novo coronavírus após uma dose das vacinas da AstraZeneca ou da Pfizer. A acrescentar, após a segunda dose, a percentagem chega quase aos 100%.

7h47 - Alemanha ultrapassa os 3,6 milhões de casos. Alemanha contabiliza, esta terça-feira, mais 4.209 casos de Covid-19 e 221 mortos. Em termos acumulados, há agora um total de 3.603.055 casos e 86.381 mortes, desde que a pandemia teve início.

7h41 - Variante indiana? Ministro da Saúde britânico apela a vacinação. O Ministro da Saúde britânico Matt Hancock apelou à população para que tome a vacina caso seja elegível, num momento em que a variante britânica soa alarmes no Reino Unido. 

"O sucesso do nosso programa de vacinação garantiu que pudéssemos avançar com a Fase 3 do plano, permitindo o alívio de algumas restrições que todos tivemos de aguentar. Apelo a todos os que são elegíveis para tomarem um passo em frente e receberem a vacina", escreveu, ontem à noite, o governante no Twitter. 

7h37 - Itália alivia restrições em zonas com menos infeções. O governo italiano aprovou na segunda-feira um decreto que alivia as restrições nas zonas com menos infeções, reduzindo o recolher obrigatório, que vai terminar em 21 de junho, e permitindo o consumo dentro de bares e restaurantes.

7h23 - EUA com 586.330 mortos desde o início da pandemia. Os Estados Unidos registavam um total de 586.330 mortes por Covid-19 e 32.993.038 infetados com o novo coronavírus desde o início da pandemia, segundo a contagem independente da Universidade Johns Hopkins. Os Estados Unidos Mantêm-se como o país com mais mortes e também com mais casos no mundo.

7h11 - Gaza deixou de fazer testes à Covid-19 após ataque a clínica. O único laboratório Covid-19 da Faixa de Gaza deixou hoje de conseguir assegurar a realização de testes, após um ataque israelita que atingiu a clínica onde se situava, disseram as autoridades locais.

Notícias ao MinutoMomento em que 'rocket' atinge edifício, ontem, na Faixa de Gaza.© Reuters
7h06 -
China deteta quatro casos por contágio local. A China detetou 22 casos de Covid-19, nas últimas 24 horas, incluindo quatro de origem local, e os restantes oriundos do exterior, anunciaram hoje as autoridades de saúde do país.

7h02 - Presidente da Tanzânia aconselhada a começar vacinação em massa. A task force criada pela presidente Samia Suluhu Hassan elaborou 19 recomendações no combate à Covid-19. A nova abordagem no país relativamente à pandemia difere bastante da promovida pelo anterior presidente, John Magufuli.

7h00 - Bom dia! Começou um novo registo. Recorde aqui os principais desenvolvimentos, que ocorreram ontem à tarde e à noite, sobre a pandemia em Portugal e o mundo. 

Leia Também: AO MINUTO: Governo propõe regiões ultraperiféricas como "laboratórios"


  

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório