Meteorologia

  • 13 MAIO 2021
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 22º

Edição

Tentativa de boicotar Jogos Olímpicos de Inverno está fadada ao fracasso

Pedidos de boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, devido a violações dos Direitos Humanos de minorias étnicas, estão "fadados ao fracasso", disse hoje um porta-voz do Governo chinês.

Tentativa de boicotar Jogos Olímpicos de Inverno está fadada ao fracasso
Notícias ao Minuto

12:08 - 03/03/21 por Lusa

Mundo Pequim

Guo Weimin denunciou ainda as acusações de que Pequim visa beneficiar diplomaticamente do fornecimento de vacinas para a covid-19, defendendo que a China está apenas a tentar cumprir as suas obrigações internacionais.

Guo é o porta-voz da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês, o órgão consultivo oficial da Assembleia Nacional Popular (ANP), o órgão máximo legislativo da China.

As sessões anuais de ambos os órgãos arrancam esta semana.

A transmissão local de covid-19 foi praticamente eliminada na China, onde os primeiros casos foram detetados, na cidade central de Wuhan, no final de 2019.

Pequim é a única cidade que conseguiu sediar os Jogos Olímpicos de Verão e de Inverno, aprimorando ainda mais as credenciais do Partido Comunista na organização de eventos internacionais.

No entanto, advogados, políticos e ativistas internacionais têm pressionado patrocinadores, federações desportivas, governos e atletas para boicotarem o que designam de "Jogos do Genocídio", numa referência aos abusos dos direitos humanos contra uigures muçulmanos, tibetanos e outras minorias étnicas na China.

Parlamentos como o do Canadá ou o da Holanda aprovaram moções a designar como genocídio a campanha de doutrinamento e assimilação étnica de um milhão de uigures, no extremo oeste da China, e pediram que a comissão olímpica remova os Jogos de Pequim.

Guo disse que a campanha é insignificante.

"Alguns políticos estrangeiros politizaram o desporto numa tentativa de perturbar e sabotar os preparativos e a realização dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim e pediram um boicote", disse Guo, em conferência de imprensa.

"Estes atos violam o espírito olímpico. Acreditamos que estas ações não terão o apoio da comunidade internacional e estão fadadas ao fracasso", disse.

O Partido Comunista, partido único do poder na China, reprimiu implacavelmente os oponentes políticos desde os Jogos de Pequim de 2008, que a comunidade internacional julgava então assinalar uma abertura política da China.

Guo também rejeitou as acusações de que a China procura deliberadamente aumentar a sua reputação global através do fornecimento de vacinas para a covid-19, para compensar a forma como geriu os estágios iniciais da pandemia.

Estas opiniões são "muito limitadas", apontou.

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2021 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório