Meteorologia

  • 19 JANEIRO 2021
Tempo
12º
MIN 4º MÁX 14º

Edição

United começa a operar voos fretados para distribuir vacina da Pfizer

A United Airlines começou hoje a operar voos fretados para transportar doses da vacina conta a covid-19 da Pfizer e da BioNTech para uma distribuição rápida, assim que os reguladores consigam aprovar o fármaco.

United começa a operar voos fretados para distribuir vacina da Pfizer
Notícias ao Minuto

23:58 - 27/11/20 por Lusa

Mundo Covid-19

A notícia é avançada pelo The Wall Street Journal, que cita pessoas "familiarizadas com matéria".

De acordo com a publicação norte-americana, a terceira maior companhia aérea dos Estados Unidos "começou na sexta-feira [hoje] a operar voos fretados para posicionar doses da vacina covid-19 da Pfizer para distribuição rápida, se as injeções foram aprovadas pelos reguladores" do país, nomeadamente, a Food and Drug Administration (FDA).

A intenção da United Airlines é fazer voos entre Bruxelas, na Bélgica, e Chicago, nos Estados Unidos da América (EUA), para apoiar a distribuição deste fármaco, que está a ser produzida, em particular, em Kalamazoo, no Michigan, e na cidade belga de Puurs.

A farmacêutica norte-americana e a parceira alemã BioNTech solicitaram na última semana a autorização de emergência do regulador norte-americano, para poder começar a distribuição da vacina. Esta autorização de emergência permite 'saltar' vários passos no processo de aprovação, tendo em conta a pandemia mundial, que está a assolar, em particular, a população dos EUA.

Esta vacina, além de ser uma das que está na fase de ensaios clínicos mais avançada, demonstrou até agora até 95% de eficácia.

A expectativa é começar a distribuição em massa a partir de dezembro.

Em paralelo, a vacina também tem a aprovação pendente na Austrália, no Canadá, no Japão, no Reino Unido e até na União Europeia.

O objetivo é fabricar 50 milhões de doses para distribuição mundial até ao final de dezembro e aumentar a produção para 1.300 milhões em 2021.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.433.378 mortos resultantes de mais de 60,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório