Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2020
Tempo
19º
MIN 14º MÁX 19º

Edição

Conselho de Defesa do Líbano quer declaração de estado de calamidade

O Conselho Superior de Defesa do Líbano recomendou a declaração de estado de calamidade para a cidade de Beirute, abalada por duas violentas explosões que fizeram pelo menos 70 mortos e 3.700 feridos.

Conselho de Defesa do Líbano quer declaração de estado de calamidade

Duas fortes explosões sucessivas sacudiram hoje o porto de Beirute, semeando o pânico e causando um enorme cogumelo de fumo no céu da capital libanesa, disseram as autoridades.

Segundo os números mais recentes divulgados pelas agências internacionais, as explosões terão provocado pelo menos 70 mortos e mais de 3.700 feridos.

O Conselho Superior de Defesa - que inclui o Presidente, o primeiro-ministro e o ministro da Defesa -- recomenda ao Governo que declare estado de calamidade para todos os bairros de Beirute, segundo a agência nacional de notícias ANI.

O primeiro-ministro libanês, Hassan Diab, falou hoje de "catástrofe", referindo-se às duas fortes explosões que abalaram Beirute, garantindo que os responsáveis "irão pagar pelo que fizeram".

Diab pediu também aos "países amigos e irmãos" para curar as "feridas profundas".

A França e os Estados Unidos já prometeram ajuda humanitária para o Líbano.

O ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Jean-Yves Le Drian, disse hoje que a França está "ao lado do Líbano" e ofereceu ajuda.

"A França permanece e sempre estará ao lado do Líbano e dos libaneses. Estaremos prontos para prestar assistência de acordo com as necessidades expressas pelas autoridades libanesas", afirmou o chefe da diplomacia francesa, na primeira reação conhecida de um país às explosões de hoje.

Também o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, lamentou "a horrível tragédia" em Beirute e prometeu "toda a ajuda necessária no salvamento dos milhares de feridos provocados pelas explosões.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório