Meteorologia

  • 06 DEZEMBRO 2020
Tempo
MIN 7º MÁX 15º

Edição

Sequestro na Ucrânia: 12 horas depois, foram libertados todos os reféns

Os passageiros que estavam a bordo de um autocarro e que foram sequestrados, em Lutsk, no noroeste da Ucrânia, foram todos libertados, confirmou hoje o vice-ministro do Interior do país, Anton Gerashchenko.

Sequestro na Ucrânia: 12 horas depois, foram libertados todos os reféns
Notícias ao Minuto

20:25 - 21/07/20 por Lusa

Mundo Ucrânia

"Todos os reféns estão livres", disse o governante, através de uma publicação na rede social Facebook.

Uma fonte policial disse à agência France-Presse (AFP) que o sequestrador também se entregou às autoridades.

Pelo menos três pessoas já tinham sido libertadas ao final da tarde.

Entretanto, a AFP deu conta de que estão a decorrer as negociações entre a polícia e o sequestrador, que alega que também escondeu uma bomba na cidade.

Lutsk é uma cidade com cerca de 200 mil habitantes, localizada a cerca de 400 quilómetros da capital do país, Kiev.

A polícia pediu aos moradores para permanecerem em casa, encerrou as ruas ao trânsito e colocou um grande dispositivo de segurança em torno do autocarro, constatou a AFP no local.

Os Serviços de Segurança da Ucrânia já anunciaram a abertura de uma investigação.

O sequestrador, identificado como um antigo recluso, disparou sobre uma aeronave que sobrevoou o autocarro e atirou um pacote explosivo para a via pública, disse à AFP o vice-ministro do Interior.

Antes, este homem já tinha disparado "na direção das forças de segurança" e atirado uma granada, que, "felizmente, não explodiu", explicitou a polícia.

Contudo, há incoerências entre o número de pessoas que estão sequestradas.

Os órgãos de comunicação social locais e a polícia davam inicialmente nota de cerca de 20 pessoas a bordo do autocarro quando foram sequestradas.

Mais tarde, o Serviço de Segurança da Ucrânia corrigiu a informação, assinalando que havia dez reféns, ao contrário dos 20 anunciados ao início da manhã.

A France-Presse, no entanto, sublinha que estavam 20 pessoas a bordo deste autocarro.

As autoridades também desconhecem se havia mais pessoas dentro do veículo no momento do incidente, e se algumas conseguiram fugir.

O homem armado chamou a polícia às 9:25 locais (7:25 em Lisboa), depois de ter assumido o controlo do autocarro, tendo sido libertados os reféns ao final da tarde, quase 12 horas depois. O sequestrador apresentou-se como Maksim Plokhoy, indicou, no Facebook, o vice-ministro do Interior.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório