Meteorologia

  • 07 DEZEMBRO 2019
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

Carteiro condenado a três penas perpétuas por homicídio violento de jovem

Funcionário enganou a jovem, dizendo-lhe que havia uma encomenda em seu nome. Incidente aconteceu em agosto na Cidade do Cabo, na África do Sul.

Carteiro condenado a três penas perpétuas por homicídio violento de jovem

Foi condenado a três penas perpétuas o homem sul-africano que violou e matou uma estudante num balcão dos correios, num caso que se tornou simbólico da violência que enfrentam as mulheres na África do Sul, gerando várias manifestações.

Uyinene Mrwetyana, de 19 anos de idade, tinha ido ao balcão dos correios, na Cidade do Cabo, para perguntar por uma encomenda que ainda não tinha chegado, no início do agosto. No final do mês, o funcionário que a atendeu ligou-lhe, dizendo que lhe a encomenda tinha chegado.

Luyanda Botha, de 42 anos de idade, esperou a jovem na agência, violou-a e matou-a. "Ele violou-a mas ela resistiu. Depois agrediu-a na cabeça com um objeto contundente e fechou o corpo num cofre do agência", disseram as autoridades sul-africanas, citadas pela CNN.

O homicida confessou o crime e indicou à polícia onde tinha escondido o corpo, tendo-se declarado culpado em novembro, numa audição em tribunal.

Esta sexta-feira, o Supremo Tribunal da Cidade do Cabo anunciou que Botha servirá pena perpétua por homicídio, acrescida de mais duas penas perpétuas por violação.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório