Meteorologia

  • 16 JUNHO 2019
Tempo
20º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

Plano de Jay Inslee junta renascimento económico e necessidade científica

O candidato à nomeação pelo Partido Democrata às eleições presidenciais dos Estados Unidos Jay Inslee anunciou que está a desenvolver um plano contra as alterações climáticas, que classifica como de renascimento económico e necessidade científica.

Plano de Jay Inslee junta renascimento económico e necessidade científica
Notícias ao Minuto

23:47 - 16/05/19 por Lusa

Mundo Clima

Este plano de Inslee, que é governador do Estado de Washington, coloca-o em destaque entre os candidatos democratas, ao defender uma ação radical para combater as causas e os efeitos do aquecimento global.

Inslee compara o seu plano, que designou como "Evergreen Economy", que combina investimentos públicos e privados, ao New Deal, do presidente Franklin Roosevelt, uma série de medidas sociais e económicas de combate à Grande Depressão, e a missão atribuída à NASA nos anos 1960 de chegar à Lua.

"Não chegámos à Lua por ser fácil, mas porque era difícil", disse Inslee à Associated Press, antes de apresentar o seu plano, com 38 páginas. "Precisamos de um objetivo comum (...) que responda às necessidades apontadas pelos cientistas", acrescentou.

As propostas de Inslee, que se destaca há décadas na luta contra as alterações climáticas, agrupam-se em 28 programas existentes ou a criar para mudar o mercado de energia dos EUA e fazê-lo evoluir da dependência das energias fósseis para as fontes renováveis de energia, transformar as práticas na construção e produção automóvel, reconstruir as infraestruturas do país, das vias de comunicação públicas às águas municipais e às cooperativas de eletricidade rurais.

Inslee projeta uma despesa pública anual de 300 mil milhões de dólares (268 mil milhões de euros) durante a primeira década do plano, com incentivos que diz irem gerar cerca de 600 mil milhões em investimentos privados em áreas como expansão da energia solar e reconstrução de sistemas de fornecimento de água degradados, como o de Flint, no Estado de Michigan.

Entre as ideias de Inslee está o programa Reconstruir a America, que tem na agenda a recuperação de estruturas públicas e privadas para cumprir novos padrões no setor da energia e o apoio aos trabalhadores da indústria carbonífera, que vão perder o emprego na transição para as fontes de energia renovável.

Inslee e os seus colaboradores realçaram que muitas das ideias decorrem de iniciativas públicas e privadas que já estão em curso em cidades e Estados em todo o país.

"Não há meio-termo no clima", disse Inslee, que já tinha defendido que todos os veículos e edifícios deixem de poluir até 2030 e todas as centrais a carvão deixem de funcionar até 2035.

RN // JLG

Lusa/fim

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório