Meteorologia

  • 15 OUTUBRO 2019
Tempo
18º
MIN 12º MÁX 20º

Edição

Mais de um milhão de pessoas marcham contra o Brexit em Londres

Os manifestantes exigem que seja feito um segundo referendo sobre a saída do país da União Europeia.

Mais de um milhão de pessoas marcha para exigir um segundo referendo sobre a saída do Reino Unido da União Europeia. Segundo os organizadores do protesto, a manifestação já "ultrapassou a marca de um milhão de pessoas".

Em declarações à Sky News referiram ainda que o evento "superou as expetativas" e que é um dos "maiores protestos da história britânica".

O protesto tem como nome 'Put it to the People' (em português 'Deixem o Povo Decidir') e os manifestantes concentraram-se no centro de Londres com cartazes onde se pode ler: "O melhor acordo é não haver Brexit" ou "exigimos o voto do povo".

Já em outubro do ano passado cerca de 700 mil pessoas acorreram a uma marcha do género também em Londres.

Três anos depois do referendo e de debate sem fim, ainda não resulta claro quando ou se o Brexit irá acontecer, à medida que May tenta perceber qual a saída de uma das crises políticas mais graves desta geração e conforme aumenta também a pressão para a sua demissão.

"Seria diferente se isto fosse um processo bem gerido e o governo estivesse a tomar decisões sensatas. Mas é o caos completo", disse Gareth Rae, de 59 anos, que viajou de Bristol para ir à manifestação, à Reuters. "O país vai ficar dividido independentemente do que acontecer e é pior se ficar dividido com base numa mentira", acrescentou.

A marcha teve início em Marble Arch, numa ponta do Hyde Park pelo meio-dia e passou pelo escritório da primeira-ministra, no número 10 de Downing Street, terminando à porta do parlamento.

"Viemos aqui hoje porque sentimos que o nosso futuro nos foi roubado. É a nossa geração que vai ter de viver com as consequências deste desastre", disse Phoebe Poole, de 18 anos. 

Já a petição online lançada esta semana para que o governo britânico renuncie à saída da União Europeia ultrapassou os 3,5 milhões de assinaturas, tendo sido assinada, em média, por duas mil pessoas por cada hora.

Recorde-se que no Conselho Europeu de quinta-feira, os 27 Estados-membros da UE aprovaram uma extensão do Brexit até 22 de maio, caso May consiga aprovar o acordo na próxima semana. Se falhar, Bruxelas deu a Londres até 12 de abril para apresentar uma alternativa. Inicialmente a saída do Reino Unido da UE estava prevista para 29 de março.

Veja acima as imagens do protesto.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório