Meteorologia

  • 19 FEVEREIRO 2019
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 10º

Edição

May evasiva sobre quando vai submeter novo acordo de Brexit

A primeira-ministra britânica evitou hoje dar uma data precisa para o parlamento apreciar um acordo de saída do Reino Unido da União Europeia (UE) antes de 29 de março.

May evasiva sobre quando vai submeter novo acordo de Brexit
Notícias ao Minuto

13:56 - 13/02/19 por Lusa

Mundo Reino Unido

Desafiada hoje no debate semanal pelo líder parlamentar do Partido Nacionalista Escocês (SNP), Ian Blackford, a garantir que o acordo será submetido até 15 de março, Theresa May não se comprometeu.

"Tornámos claro que, se um 'voto significativo' não tiver sido proposto e realizado pela Câmara [dos Comuns], o governo fará uma nova declaração a 26 de fevereiro e um debate acompanhado por uma votação no dia seguinte", respondeu.

O 'voto significativo' é a aprovação que o governo precisa do parlamento para ratificar um Acordo de Saída do Reino Unido da UE que garanta uma saída ordenada a 29 de março.

Quando foi submetido a 15 de janeiro, o Acordo foi rejeitado por uma margem de 230 votos, incluindo 118 do próprio partido Conservador, forçando o governo a apresentar planos para avançar com o processo do 'Brexit'.

Em 29 de janeiro, foi aprovada pelo parlamento uma proposta a favor de um acordo que substituísse a solução para a Irlanda do Norte que evitaria a imposição de uma fronteira física com a Irlanda, mas os líderes europeus rejeitaram a renegociação do texto.

May pediu na terça-feira mais tempo para discutir com Bruxelas alternativas possíveis à chamada 'backstop', plano que será sujeito a um debate e novo voto no parlamento na quinta-feira.

A televisão ITV noticiou entretanto que um dos seus jornalistas terá escutado o assessor da primeira-ministra para o 'Brexit', Oliver Robbins, a contar, num bar em Bruxelas, que o governo poderá ter de pedir um adiamento da data de saída para além de 29 de março.

Perante a perspetiva de um adiamento por um período longo, os deputados poderão optar por aprovar o acordo, que seria submetido a voto apenas na última semana de março, após o Conselho Europeu de 21 e 22 de março em Bruxelas.

Porém, Theresa May, hoje no parlamento, desmentiu o conteúdo desta notícia sobre "o que alguém disse a outra pessoa de acordo com o que foi escutado por alguém num bar".

"Esta Câmara votou para a ativação do artigo 50, tinha um prazo de dois anos que acaba a 29 de março, queremos sair com um acordo e é nisso que estamos a trabalhar", vincou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório